Destaques Geral

Cemig altera forma de leitura de medidores

31 de março de 2020

BELO HORIZONTE – A Cemig esclareceu ontem que, em função da disseminação do coronavírus, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou a suspensão do trabalho dos leituristas em todo o território nacional. Os profissionais da Cemig, porém, continuam lendo os medidores acessíveis pela rua, sem necessidade de entrar em casa. Para os endereços onde isso não é possível, nem se pode entrar na propriedade, a Cemig faz a leitura por estimativa.
Esta alternativa está amparada em autorização da Aneel às distribuidoras de energia de todo o país. A estimativa, segundo a agência, deve ser feita pela média de consumo dos últimos 12 meses. Exatamente por ser média, pode haver um descolamento do consumo medido em relação ao consumo real, para mais ou para menos. Eventuais distorções serão corrigidas tão logo o trabalho dos leituristas volte ao normal, com acesso às casas, depois da pandemia, ou pela autoleitura. De toda forma, as leituras por estimativa só chegarão nos endereços dos nossos clientes na próxima conta, a partir de abril.
A Cemig destaca que a leitura pelo próprio cliente é bastante simples e rápida. Depois de copiar a marcação registrada nos medidores, basta enviar os números anotados pelos canais de atendimento digitais, como o Whatsapp (31-3506-1116), o aplicativo Cemig Atende ou pelo SMS (número 29810).
Os leituristas seguirão as seguintes orientações: medidores voltados para a rua: realização da leitura e entrega de contas normalmente; medidores localizados no interior das propriedades: realização da leitura mediante autorização de acesso pelo cliente; se houver negativa de acesso neste período de pandemia, as leituras serão feitas por estimativa de consumo com base na média registrada nos últimos 12 meses. Como opção ao faturamento por média, o cliente poderá optar por informar previamente a leitura de seu medidor.