Destaques Geral

Cemig alerta para alta no consumo de energia durante a quarentena

6 de Maio de 2020

Passos – Desde o início das medidas de isolamento social, adotadas no mês de março, a Cemig registrou aumento médio de 0,6% no consumo de energia dos clientes residenciais. Para evitar aumento no valor da conta de energia elétrica, a empresa orienta os consumidores sobre desperdício. Segundo Thiago Batista, engenheiro de eficiência energética da Cemig, a indicação é fazer da economia um hábito. “Economizar energia não é difícil. O importante é que deve se tornar um hábito. Assim, automaticamente a pessoa vai se acostumando e economizando cada vez mais”, afirma o engenheiro.

Segundo Thiago, os consumidores devem procurar aparelhos eletrodomésticos eficientes e substituir as lâmpadas de casa por equipamentos de LED, o que gera uma economia de até 75% no consumo. As geladeiras também podem representar, mensalmente, uma economia de até 48%, se substituídas por modelos eficientes.

De acordo com o engenheiro, o chuveiro merece uma atenção especial da população. “A recomendação para economizar energia com o chuveiro é reduzir o tempo de banho e, se possível, colocar o seletor de temperatura na posição ‘verão’, o que reduz a potência em 30%. Além disso, ações simples como manter o ambiente fechado quando o ar-condicionado estiver ligado, reduzir o tempo de banho e retirar da tomada o carregador de celular quando o aparelho não estiver em uso, faz uma grande diferença na conta de energia”, destaca Batista.

Por conta da maioria das pessoas se encontrarem em quarenta e, consequentemente, em home office, a eletricidade consumida por aparelhos eletrônicos no modo ‘stand by’ pode representar um acréscimo de até 15% no consumo mensal do aparelho. O consumidor, no entanto, tem a chance de evitar o desperdício ao desligar os eletrônicos da tomada quando não estiverem em uso.

Em relação a ajustes tarifário na área de concessão da Cemig neste ano, a assessoria de imprensa da estatal informa que não houve aumento, até o mês de abril. Segundo a empresa, é importante observar a variação no consumo e analisar se é compatível com os novos hábitos dos usuários no período. Se ainda restar dúvidas, é importante procurar diretamente a Cemig para esclarecer as dúvidas, através dos canais de atendimento disponibilizados pela companhia e citados acima.

Economia evita surpresa na conta

PASSOS – A nutricionista Ketsia Benício, afirma que tem evitado deixar luzes acesas. “Estamos evitando ao máximo o desperdício. Então, se vamos para um cômodo, desligamos todas as outras luzes, aparelhos e outros. Por um lado é até bom, porque fortalece os bons hábitos de economia em casa, no entanto, isso é tudo que faço para evitar a conta muito alta”, comentou Ketsia.

Diante dessa questão, Thiago Batista, engenheiro de eficiência energética da Cemig, comunicou orientações aos consumidores sobre o que fazer para não ter surpresas em relação a conta de energia. “Economizar energia não é difícil. O importante é que deve se tornar um hábito. Assim, automaticamente a pessoa vai se acostumando e economizando cada vez mais”, afirma o engenheiro.

Assim, segundo Thiago, substituir um ar condicionado, referente a uma economia mensal de 49%, buscar aparelhos eletrodomésticos eficientes e substituir as lâmpadas de casa por lâmpadas LED, uma economia de até 75% no consumo e as geladeiras também podem representar mensalmente uma economia de até 48%, se substituídas por modelos eficientes. Além disso, é importante que, além de observar e controlar o tempo de uso em alguns aparelhos, a potência ideal, verificada pelo selo do Inmetro,é necessária, pois garante maior economia.

Segundo o engenheiro, o chuveiro merece uma atenção especial da população. “A recomendação para economizar energia com o chuveiro é reduzir o tempo de banho e, se possível, colocar o seletor de temperatura na posição ‘verão’, o que reduz a potência em 30%. Além disso, ações simples como manter o ambiente fechado quando o ar condicionado estiver ligado, reduzir o tempo de banho e retirar da tomada o carregador de celular quando o aparelho não estiver em uso, faz uma grande diferença na conta de energia”, destaca Batista.