Destaques Geral

Celebrações da Semana Santa devem ser online na região

26 de março de 2021

Diocese de Guaxupé estabelece que as celebrações das eucaristias da Semana Santa devem acontecer sem a presença do povo. / Foto: Divulgação

GUAXUPÉ – Decreto de enfrentamento à covid-19, divulgado ontem pela cúria da diocese de Guaxupé estabelece que as celebrações das eucaristias da Semana Santa devem acontecer sem a presença do povo.

Segundo a diocese, a decisão leva em consideração que a pandemia do novo coronavírus tem se agravado nestes dois meses e que a vacina ainda não chegou a toda a população, existindo notícias acerca de grande número de contágio e a escassez de leitos hospitalares.


Você também pode gostar de: Câmara do Carmo abre inscrições para Parlamento Jovem

Pelo decreto, observando o critério do pároco ou administrador paroquial e as possibilidades de cada paróquia, sejam as celebrações transmitidas pelas redes sociais e que o povo seja incentivado a acompanhar pelas mídias.

As igrejas estão autorizadas a permanecer abertas durante o dia em horários diferentes das celebrações, apenas para visitações e orações individuais nos locais onde não existam proibições para isso. Mas exige que haja álcool em gel disponível, que cuide em manter o distanciamento social e o uso de máscaras.

De acordo com a diocese, a Missa do Crisma, a ser celebrada no dia 1º de abril de 2021, às 9h, na Catedral Nossa Senhora das Dores, em Guaxupé, deverá ser acompanhada online por todos os fiéis que puderem. Em razão da prudência, o bispo dom José Lanza destaca que, por ora, os atendimentos pessoais, as confissões e a celebração dos batizados ficam suspensos, bem como os Casamentos.

Lembra ainda que no primeiro Decreto, datado de 18 de março de 2020, os Párocos ou Administradores paroquiais devem conversar com os noivos em busca de outra data e, se acaso não houver entendimento, lembrar que o número máximo de participantes não pode ultrapassar IO (dez) pessoas.

O decreto, que começa a vigorar no sábado, 27, estabelece ainda que as celebrações de exéquias sejam suspensas, mas colha-se o nome da pessoa falecida, a fim de rezar em favor de sua salvação nas missas celebradas online, bem como implorar o conforto dos seus entes queridos. As secretarias paroquiais deverão manter os seus expedientes ordinários, mantendo todos os cuidados necessários, recebendo as intenções dos fiéis para as celebrações.