Destaques Geral

Cássia comemora 131 anos neste sábado sem a peregrinação à Santa Rita

Por Adriana Dias / Redação

22 de Maio de 2021

Decreto municipal proíbe entrada de peregrinos. na cidade, está sendo construído um santuário. / Foto: Divulgação

CÁSSIA – Todo ano, Cássia comemora seu aniversário no dia 22 de maio com a presença de milhares de pessoas de toda a região que fazem a peregrinação para visitar a Paróquia de Santa Rita de Cássia. Porém, neste 2021 por conta da pandemia do novo coronavírus as festividades para os 131 anos não serão realizadas. Nem mesmo as várias missas presenciais tradicionais durante todo o dia e os festejos cívicos devem acontecer.

E ainda assim, tanto a igreja quanto a administração municipal vê um motivo enorme para comemorar: nesta mesma data em 2022 a cidade ganha de presente o maior Santuário dedicado à Santa Rita no mundo, que será doado pelo empresário Paulo Flávio de Melo Carvalho.

A administração municipal, Câmara de Cássia, Comitê de Combate à Covid-19, Paróquia de Santa Rita se sentem responsáveis pela vida das pessoas e, portanto, preocupados com a saúde dos visitantes e a saúde dos moradores cassienses suspenderam qualquer comemoração, esperando que em 2022 possa sim, ocorrer a entrega do Santuário com a presença de mais de 100 mil pessoas.

Para o prefeito Rêmulo Carvalho Pinto, o Reminho a decisão de não fazer comemorações foi tomada em reunião na quarta-feira, 19.

Na reunião todos em comum acordo decidimos não fazer eventos, nem cívico nem religioso. As missas serão virtuais, sendo que a Missa das Rosas realizada, às 9h, é com a presença do bispo Dom José Lanza Neto, que também será transmitida pela Rádio Cultura FM e, às 19h, tem outra missa também transmitida pela emissora municipal. Terá uma carreta que vai conduzir a imagem de Santa Rita pelas ruas da cidade. Faremos barreiras de proibição nas entradas com equipe de apoio impedindo qualquer movimento que cause aglomeração nesse dia 22, passeatas, carreatas, cavalgadas como acontece de costume”, disse Reminho.

A administração municipal pede que os cassienses que queiram dar um presente para a cidade, divulguem aos visitantes que não façam a visita neste momento. Questionado sobre o que Cássia tem para comemorar além da doação do Santuário de Santa Rita que será em 2022, o prefeito Reminho salientou que tem muito a brindar neste dia.

Nossa população que é de 17.740 pessoas pode comemorar que esta administração está realizando a limpeza da cidade, organizando a entrada, as praças públicas. Nós precisamos deixar a cidade limpa e bonita para nosso povo e também para receber os turistas que em breve serão milhares para conhecer o santuário. Se ganhamos este presente temos que fazer de tudo para aproveitar e transformar Cássia num roteiro de turismo religioso de grandes proporções. Também estamos preparando nossos colaboradores com cursos profissionalizantes para melhor atender os turistas e também buscando melhoria nas nossas redes de hospedagem”, salientou Reminho.

Ainda de acordo com o Chefe do Executivo a administração municipal tem atuado para conseguir viabilizar uma estrada vicinal que sai do Santuário e vai até a rodovia.

Temos feito muitas ações voltadas justamente para o santuário, uma vez que este presente vai colocar Cássia num lugar muito especial com relação ao turismo religioso”, disse.

Sobre problemas que o município enfrenta, Reminho assegurou que são os comuns a todas as cidades pequenas.

O município tem grande vocação rural com a produção de café, leite, gado e até banana, porém, o desemprego é algo que aflige toda administração, e o número de pessoas desempregadas aumentou por conta da pandemia. A segurança pública, uma vez que Cássia tem um efetivo pequeno. Temos um Canil Municipal que precisa de melhorias, os córregos da cidade também precisam ser canalizados. Mas estamos com uma equipe competente que tem buscado soluções para todos estes problemas”, garantiu.


Secretário de Turismo de Cássia salienta a importância do Santuário para o crescimento do turismo regional

CÁSSIA – O secretário Municipal de Turismo e Lazer, Diego Borges Dias disse acreditar que o santuário é um grande presente para a cidade de Cássia, tanto quanto para a contribuição do desenvolvimento turístico quanto econômico do município.

Dias informou que entre hotéis e pousadas Cássia consegue acomodar aproximadamente 400 pessoas e que portanto esta é uma tarefa que sua pasta deve buscar melhorar: o número de acomodações para um futuro bem próximo.

Pela geração de emprego e rendas e ainda agregar ao projeto espiritual. Neste aniversário da cidade e também da padroeira é difícil falar em comemorações por conta da pandemia. Temos trabalhado no sentido de informar e fomentar a capacitação. No momento conseguimos disponibilizar 35 cursos no segmento turístico. Estamos trabalhando muito no inventário turístico e deixar tudo preparado para acolher os investidores e turistas”, disse.