Destaques Geral

Casos suspeitos de síndrome gripal caem 34% em Passos

9 de Maio de 2020

PASSOS – O número de casos suspeitos de síndrome gripal registrados em Passos caiu 34,72% em um período de 18 dias. De acordo com o setor de Vigilância Epidemiológica do município, em razão das medidas de distanciamento social e isolamento domiciliar, o total de notificações suspeitas entre 17 de abril e 05 de maio passou de 72 registros para 47.

Apesar da queda em menos de 20 dias, a partir de 28 de abril, momento em que foram notificados 41 casos suspeitos de síndrome gripal, o resultado voltou a apresentar uma leve alta, desta vez, de 14,63%, passando para os atuais 47 registros. Coincidentemente, a fase de aumento também representa o início da maior flexibilização das atividades do comércio sob o Decreto Nº1.601, com validez a partir de 27 de abril.

Tal monitoramento referem-se aos pacientes que apresentam sintomas gripais leves e, por esta razão, precisam permanecer em isolamento domiciliar por 14 dias. Em tais casos, os indivíduos que dividem residência com o suspeitos para síndrome gripal também precisam manterem-se em isolamento domiciliar.

Conforme Paula Fabiana Tavares Freitas Santos, a coordenadora da Vigilância Epidemiológica do município, os casos de síndrome gripal são acompanhados tanto pela vigilância, quanto pela atenção primária, a qual é representa pela unidade do Programa Saúde da Família (PSF) mais próxima do indivíduo.

“Depois da fase de isolamento social, o paciente passa por uma nova avaliação médica na Unidade Básica de Saúde (UBS) de referência do bairro em que reside, recebe avaliação médica, e tem garantido todo o acompanhamento da evolução do seu caso”, completou.

Ainda segundo a coordenadora, o processo de conscientização da população a respeito da importância do distanciamento social, bem como a maior atenção voltada aos de hábitos de higiene, tal como uso de álcool gel 70% e maior frequência na lavagem das mãos, tem colaborado para manter uma curva de notificações mais estável.

“Houve um processo de conscientização na cidade, a população está mais ciente da necessidade de permanecer em casa, ou de fazer o uso de máscaras quando realizar alguma atividade essencial na rua. Do mesmo modo, o respeito ao distanciamento mínimo de um metro e meio tem colaborado para manter a base de notificações por volta dos 40 registros e não mais 70”, pontuou.

Coordenadora ressalta necessidade de cuidados

PASSOS – Mesmo com munícipes mais atentos e curva estável de casos suspeitos de síndrome gripal, Paula ressaltou que é fundamental manter as medidas de afastamento de pessoas para garantir uma boa proteção em situação de epidemia. “Neste momento, a população não pode se descuidar quanto as medidas de prevenção, todos devem estar atentos e conscientes da relevância das medidas de isolamento e distanciamento social. Não podemos, de forma alguma, afrouxar neste sentido”, disse.
Para finalizar, Paula informou que as UBSs devem notificar imediatamente os casos suspeitos de síndrome gripal. Depois disso, os pacientes com sintomas gripais leves precisam permanecer em suas residências, enquanto que, pessoas que apresentam sintomas mais graves, onde identifica-se febre e falta de ar, é necessário o maior acompanhamento pela unidade de saúde mais próxima.

“Ao apresentar sintomas de gripe é importante permanecer em casa. Além disso, ao tossir e espirrar, deve-se fazer uso de lenços descartáveis. De modo geral, ou seja: apresentando sintomas ou não, vale lembrar que é importante higienizar superfícies, lavar bem as mãos com água e sabão, fazer uso do álcool gel, utilizar máscaras e manter o afastamento”, encerrou.