Destaques Geral

Carmelo São José completa 70 anos

3 de abril de 2021

Foto: Douglas Arouca

PASSOS – Uma das instituições religiosas mais tradicionais de Passos, o Carmelo São José, completa, neste sábado, 70 anos de fundação. Em razão do silêncio do Tríduo Pascal que as carmelitanas estarão obedecendo por causa do Sábado Santo, o aniversário será comemorado oficialmente no dia 10 de abril com uma missa solene, transmitida pelas redes sociais.


Você também pode gostar de: Prefeituras adotam medidas para evitar turistas no feriado

De acordo com a irmã primeira conselheira, Irmã Elizabeth, antes da casa religiosa se tornar uma realidade concreta e atuante na Diocese de Guaxupé, através de sua vida de oração e imolação, ela foi um sonho no coração de uma jovem. Lucila Pádua de Mello e Souza, posteriormente Irmã Maria Angélica do Menino Jesus, que nasceu em 29 de setembro de 1917 em Santa Rita de Cássia (MG), cujo topônimo foi reduzido apenas para Cássia.

Após a morte de seus pais e sendo aluna do Colégio Paula Frassinetti, das Irmãs de Santa Doroteia, sonhou ser religiosa. Apaixonada pelo Menino Jesus desde a mais tenra infância, Lucila quis entregar toda a sua vida a Ele, tornando-se carmelita, mas foi orientada a entrar na Congregação das Irmãs de Santa Doroteia e o fez com generosa abnegação.

Porém, o chamado ao Carmelo foi mais forte e, antes de emitir os votos definitivos, a jovem deixou a congregação das Irmãs de Santa Doroteia. Em fins de 1949, ou início de 1950, apresentou-se ao então bispo de Guaxupé, dom Hugo Bressane de Araújo, que atendeu prontamente ao seu pedido, e disse-lhe que poderia escrever à priora do Carmelo de Mogi das Cruzes (SP), posteriormente transferido para cidade de Aparecida (SP), pedindo as irmãs necessárias para a fundação.

No dia 3 de abril de 1951, a Santa Missa foi celebrada às 8h pelo bispo na capela do pequeno Carmelo. Na sua homilia, dom Hugo dirigiu a todos os presentes palavras de engrandecimento da vocação carmelitana e do poder da oração. Às 15h, o bispo fez a ereção da Via Sacra e a entronização do Sagrado Coração de Jesus e, em seguida, deu a bênção do Santíssimo Sacramento.  Leu, diante de todos os presentes, o Breve de fundação e as nomeações. Estava fundado o Carmelo São José em Passos.

Pelas 19h, dom Hugo pediu ao povo que se retirasse, entregou as chaves à priora, madre Maria Nazareth do Menino Jesus e, fechando as portas, encerrou-se a clausura, espaço de solidão e silêncio necessário à vida de oração das carmelitas. Atualmente são 15 irmãs atuantes no Carmelo, sendo 14 professas solenes e uma aspirante.