Coluna MG Destaques

Caratinga recebe 402 urnas

7 de outubro de 2020

O Cartório Eleitoral de Caratinga recebeu, no último final de semana, 402 urnas que serão utilizadas nas Eleições 2020. Somando às outras oito urnas que já haviam sido entregues, o total é de 410 urnas. Em torno de 350 delas serão distribuídas nas seções eleitorais dos 11 municípios que fazem parte das 71ª e 72ª zonas eleitorais. Em torno de 350 delas serão distribuídas nas seções eleitorais dos 11 municípios que fazem parte das 71ª e 72ª zonas eleitorais. (Diário de Caratinga)


O que você também vai ler neste artigo:

  • Projeto de saneamento
  • Ambulantes questionam
  • Infestação de pernilongos
  • Moc tem festas clandestinas
  • Uberlândia tem recorde de consumo
  • Alerta com o nível do Rio Doce

Projeto de saneamento

A iniciativa implementada pelo Grupo de Extensão e Pesquisa em Agricultura Familiar da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri é uma das quatro propostas vencedoras do “Desafio Neve – Banheiros mudam vidas”, que tem como objetivo apoiar iniciativas que atuam na melhoria do esgotamento sanitário. Dentre 87 iniciativas de todo o país, o “10Envolver Saneamento Rural” conquistou espaço e reconhecimento. (Diário Tribuna –
Teófilo Otoni)

Ambulantes questionam

Vendedores da região central da cidade têm questionado se há uma legislação específica que impeça o seu trabalho em Araguari. Eles afirmam que estão sendo retirados das ruas por fiscais da prefeitura. A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos se defende e informa que não há ordem de retirada dos vendedores, apenas tem sido cumprida a legislação vigente que prevê a proibição da aglomeração em vias públicas. Por sua vez, a população também questiona a utilização das calçadas pelos vendedores, pois, muitas vezes dificulta o acesso a estabelecimentos e o trânsito de pedestres. (Gazeta do Triângulo – Araguari)

Infestação de pernilongos

Em uma semana de calor recorde e tempo seco, os juiz-foranos não só tiveram de lidar com o desconforto físico causado pelas altas temperaturas, mas também com os pernilongos “vindos de brinde”. A proliferação dessas pragas que invadem as casas ao longo do dia e não deixam ninguém dormir à noite. Na última segunda, Juiz de Fora registrou a maior temperatura máxima desde outubro de 2016 e o menor percentual de umidade relativa do ar desde de maio de 1998. (Tribuna de Minas – Juiz de Fora)

Moc tem festas clandestinas

A grande quantidade de festas clandestinas em Montes Claros preocupa as autoridades sanitárias. O secretário municipal de Defesa Social, Anderson Vasconcelos, explica que foram realizadas vistorias em mais de 20 locais, em força tarefa com a Polícia Militar, Guarda Municipal e Secretaria Municipal de Serviços Urbanos. Das vistorias, foram geradas quatro multas em festas clandestinas e notificação em cinco bares que descumpriram o decreto municipal. (Gazeta Norte Mineira – Montes Claros)

Uberlândia tem recorde de consumo

O Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) registrou consumo recorde de 299 litros por habitante em Uberlândia no último dia do mês de setembro, quando a temperatura máxima na cidade atingiu 37ºC e a umidade relativa do ar 13%. A produção diária acima de 207 milhões de litros também é a maior da história do Departamento. Segundo a autarquia, o consumo diário é superior em 24,6% à média diária de 240 litros registrada entre janeiro e agosto. (Diário de Uberlândia)

Alerta com o nível do Rio Doce

A falta de chuva nos últimos meses liga o sinal de alerta para o abastecimento de água em Valadares. Quem passa pela ponte do São Raimundo (BR-116) ou pela ponte da Ilha já consegue visualizar as pedras expostas no rio Doce, cena que se repete quase todos os anos. Para o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) a situação atual não preocupa. Conforme a autarquia, a cidade já viveu momentos piores em anos anteriores. A oferta de água no rio Doce, manancial que corta os estados de Minas Gerais e Espírito Santo, sempre traz uma preocupação a mais nesta época do ano. (Diário do Rio Doce)

Rede de Notícias do Sindijori MG