Cidadania Destaques

Capp arrecada cerca de R$85 mil com churrasco e leilão virtual

Por Ézio Santos / Especial

20 de julho de 2021

Com o Costela fogo de chão, o centro de aprendizagem pró-menor de passos arrecada R$85 mil. / Foto: Divulgação

PASSOS – O Centro de Aprendizagem Pró-Menor de Passos (Capp) arrecadou cerca de R$85 mil com o Costela Fogo de Chão, no último domingo, e um leilão virtual realizado entre os dias 3 e 10 de julho.

Graças a Deus, os dois eventos, realizados em 15 dias, superaram as expectativas. Nossos colaboradores, parceiros e a população em geral corresponderam muito bem ao comprar os ingressos e arrematando os prêmios. Nós, da diretoria, funcionários e voluntários estamos felizes com o sucesso da costela assada e di leilão. Minha gratidão é imensa”, afirma o presidente da instituição, Sebastião Faria de Araújo.

No último domingo, entre 11h30 e 14h, foram entregues na sede do Capp, no bairro Vila Rica, 530 marmitex por meio do sistema drive thru. Vendidas a R$40, as refeições continham carne bovina assada, feijão tropeiro, arroz, mandioca e geleia como sobremesa. O evento foi coordenado por Nelson Castelli, o Gaúcho, e Roberto Magri.

De acordo com o presidente do Capp, vai demorar alguns dias para fechar o movimento financeiro do evento, porque muitas pessoas ainda não fizeram o acerto.

Outro detalhe é que nem tudo que servimos foi doação. Seja alimento ou outras coisas, tivemos que comprar. Há gastos extras também. Acredito que só no final da semana para sabermos a renda líquida”, explicou o presidente do Capp.


Leilão

Com o apoio de uma equipe da paróquia São José, o leilão online promovido de 3 a 10 de julho rendeu para a entidade em torno de R$64 mil. Os prêmios variaram de animais vivos até os tradicionais brindes de quermesse, geralmente de cunho religioso. O lance mais elevado foi de R$1,5 mil por armário de madeira rústica.

Todos da diretoria ficamos satisfeitos com a benevolência da população passense para com o Capp, que precisou, precisa e sempre vai precisar de doações para praticar assistência aos menores carentes e familiares. Desde março do ano passado temos enfrentado, em todos os sentidos, o reflexo negativo da pandemia do novo coronavírus”, afirmou Faria.

Em razão da crise epidemiológica, o Capp cessou o atendimento escolar e social para mais de 200 crianças e adolescentes entre 6,5 e 17,5 anos. Cerca de 40% dos funcionários que trabalhavam na execução de projetos socioeducacinoais foram demitidos.

Paramos quase tudo. Mantemos apenas a marcenaria, fábrica de blocos de concreto, confecção de telas e o tear. Com o dinheiro do leilão pretendemos executar o acerto trabalhista e nos preparar para o retorno das atividades como era antes da pandemia”, explicou o presidente.

Cerca de 120 famílias cadastradas tem sido beneficiadas mensalmente com cesta básica. Para as crianças, é oferecido mensalmente um kit com atividades lúdicas, que elas devolvem ao setor educacional com os exercícios executados. No final de 2020, foram ministradas aulas na oficina de marcenaria para 20 adolescentes.