Destaques Esporte

Capitólio recebe etapa do Brazil Cup de Jet Ski e será palco da abertura do evento de 2022

Por Adriana Dias / Redação

23 de novembro de 2021

Os 62 pilotos participaram de etapa do Brazil Cup de Jet Ski em Capitólio no último final de semana./ Foto: Divulgação.

CAPITÓLIO – Pela primeira vez, as águas da praia artificial de Capitólio foram palco de uma das etapas do Brazil Cup de Jet Ski. O evento foi realizado nos dias 19, 20 e 21 e teve a participação de 62 pilotos brasileiros e de outros países, entre eles o bicampeão mundial, o jovem goiano Davi Prado.

De acordo com o produtor do evento, Edmir dos Santos Cláudio, o Brazil Cup acontece no Brasil há 25 anos e, nessa etapa, contou com a parceria da secretaria de Educação, Esporte e Lazer e da secretaria de Turismo de Capitólio.

“Houve a parada por conta da pandemia, e, agora encontramos novos parceiros para fazer o campeonato deste ano. Esta etapa em Capitólio, em fevereiro de 2022 estaremos em Ijaci, em abril em Cláudio e junho fazendo a final em Boa Esperança, onde há 23 anos fazemos o campeonato”, disse.

Na sexta-feira, 19, foi a chegada dos pilotos, treino livre e, no sábado e no domingo, aconteceram as duas baterias de competições.

“É a primeira vez que realizamos em Capitólio e já ficou acertado com a administração municipal, tanto fala do prefeito Cristiano Geraldo da Silva, o Cristiano Gerardão, quanto da secretária municipal de Esportes, Valéria Soares que a abertura do próximo campeonato, de 2022/2023 será em Capitólio, em setembro”, contou Cláudio.

No final das quatro etapas são definidos os campeões de cada uma das categorias e vão para o mundial que acontece em Lake Havasu, no Arizona, nos Estados Unidos em outubro. Sobre a escolha das cidades para a realização do evento, Cláudio explicou que começa a montar pelo menos oito dias antes para ter o evento acontecendo.

“Este tipo de evento fomenta turismo esportivo gerando emprego e renda para hotéis, bares, restaurantes, festas, combustíveis e faz uma movimentação turística que para as cidades é uma forma de aquecer a infra-estrutura. Muitas vezes as cidades nos procuram e outras vezes nós é quem buscamos. Até já tínhamos tentado em outras épocas, mas agora nesta administração fomos procurados e deu muito certo. A produção recebeu a diretora de Esportes e tivemos uma atenção especial. Fomos atendidos pelo prefeito e disse que era um sonho dele em receber o campeonato em Capitólio”, informou.

Ainda conforme o produtor do Brazil Cup de Jet Ski, eles estavam acostumados a fazer o campeonato em praias.

“Atualmente temos feito muito em rios e lagoas, desde que atenda às especificidades técnicas, pois hoje os jets chegam até 1.800 cilindradas, até 84 milhas e isso em velocidade seria algo em torno de 127 km/hora. Portanto, precisamos de lugares com água e distância de, no mínimo 350 metros de raio. Aqui em Capitólio atende a esta necessidade. Fizemos avaliação técnica como profundidade, balneabilidade, extensão, e, aqui era um lugar perfeito. Capitólio também é lindo, tem várias áreas propícias. Nesta etapa resolvemos fazer no centro para que a população conhecesse e entendesse do que se trata o esporte. Tivemos um número significativo de pessoas que assistiram ao vivo e também contamos com inúmeros internautas que acompanharam de vários locais do mundo, inclusive do Canadá”, finalizou.