Destaques Geral

Capitão do Corpo de Bombeiros alerta sobre exercício de função de brigadista

Por Ézio Santos/ Especial

15 de janeiro de 2022

O CAPITÃO DANIEL DISSE QUE MUITAS PESSOAS QUE SE DIZEM BRIGADISTAS OU BOMBEIRO CIVIL NÃO POSSUEM CURSO MINISTRADO PELOS BOMBEIROS MILITARES./ Foto: Divulgação.

PASSOS – O comandante da 2ª Companhia do Corpo de Bombeiros em Passos, o capitão Daniel Henrique Alves de Oliveira, faz um alerta à população sobre pessoas que se dizem ser bombeiro civil ou brigadista, mas sem o referendo da instituição. Segundo ele, podem ser verdadeiros golpistas despreparados ou incapazes de exercer a função com responsabilidade, colocando em risco a vida dos cidadãos no momento em que eles mais precisam de ajuda e orientação correta.

O capitão foi enfático ao afirmar que o termo bombeiro rege apenas para os profissionais militares que passaram por uma escola preparatória para integrar o corpo de soldados que atua com prevenção e extinção de incêndios, buscas, salvamentos e socorro de emergência.

Realizam também proteção balneária por guarda-vidas, prevenção de acidentes na orla marítima, além de proteção e prevenção contra incêndio florestal.

“Brigadistas são os codinomes corretos, mas terão que ser credenciados pelo Corpo de Bombeiros Militar para atuar”, completou.

“Vou procurar saber quem são esses indivíduos que se dizem bombeiros civis e nos reunir. Caso eles quiserem ser credenciados para atuar de acordo com a competência, seja brigadista de incêndio, florestal ou guarda-vida, estamos prontos para capacitá-los. A ajuda com serviços simples, é sempre bem-vinda, mas atuação e compromisso sério perante a sociedade são de responsabilidade do Corpo de Bombeiros Militar. Não estou tirando a oportunidade de ninguém trabalhar, mas na área da instituição, só de forma regulamentada, determinando suas restrições e condições, bem como prever punições para quem descumprir as regras estabelecidas pela legislação”, explicou Daniel.