Destaques Política

Candidatos apostam em valorização de servidores

Por Beatriz Silva / Redação

11 de novembro de 2020

Foto: Divulgação

PASSOS – Estabelecer uma boa gestão administrativa é um dos principais focos dos candidatos a prefeito de Passos. Assim, para o bom funcionamento dos serviços realizados pela prefeitura, os postulantes prometem apostar na valorização de seus servidores e na otimização do trabalho exercido pelas secretarias. Em continuação à série sobre as principais propostas de governo para diferentes áreas do município, nesta quarta-feira, 11, a Folha apresenta, por ordem de sorteio, os principais planos dos candidatos em relação aos servidores públicos.


O que você também vai ler neste artigo:

  • Qualificação
  • Reforma administrativa

Caso eleito, Juarez Moreira pretende garantir a valorização do servidor público por meio de uma estruturação do departamento de recursos humanos. O candidato ainda aposta em uma atualização do plano de carreira dos servidores públicos municipais e na reorganização do quadro dos trabalhadores.

Também faz parte do planejamento de Moreira a realização de atendimento psicossocial e médico ao servidor, a implementação do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT), a constituição de metas individuais e coletivas, além da avaliação conjunta e individual do desempenho de todos. Outro ponto destacado por ele é o impedimento, por meio de projeto de lei, da contratação de pessoas condenadas em segunda instância, de acordo com a lei da Ficha Limpa, para cargos comissionados.

Diego Rodrigo de Oliveira promete implantar o sistema de plano de carreira para as categorias de servidores que ainda não o possuem. O postulante destaca que, atualmente, o município conta com 11 secretarias e, deste modo, para conter as despesas, haverá melhor adequação da máquina administrativa, com a diminuição dos funcionários comissionados e daqueles com contratos administrativos.

Qualificação

Alexandre Maia Lemos promete a criação de uma “Universidade Corporativa”, que proporcionará o treinamento, reciclagem e capacitação do servidor público. Para isso, haverá oferta de cursos autoinstrucionais, na modalidade de ensino a distância (EAD). O candidato ainda apostará na busca por estagiários voluntários, pois, conforme Maia, seria uma opção inteligente e efetiva de angariar mão de obra a custo zero para a administração municipal.

Para modernização e qualificação dos processos administrativos, André Husemann Patti deseja implementar o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR), e instituir uma mesa de negociação permanente como espaço de diálogo entre a administração e seus servidores. Também entre as propostas do postulante, estão a reestruturação do plano de saúde e o investimento em capacitação e qualificação profissional com a chamada “Escola de Administração Pública”.


Reforma administrativa

Virgínio Leopoldino vai buscar uma ampla atualização político-administrativa em todos os órgãos da municipalidade, visando a redução no número de servidores comissionados e a consequente redução de gastos com folha salarial.

Leopoldino ainda planeja incentivar o trabalho remoto para os servidores cuja presença no setor da administração não seja necessária e a função não exija atendimento ao publico. Ele também planeja melhorar a infraestrutura de forma a propiciar ao servidor publico melhores condições de trabalho. Aquiles Grintaci Vasconcellos promete a redução do número de secretarias ao promover a unificação de alguns setores. O candidato ainda pretende proporcionar a valorização dos funcionários públicos por meio de planos de carreira.

Por último, Rodrigo Moraes Soares Maia intenciona mudar a configuração dos setores administrativos, diminuindo o número de cargos de confiança para enxugar a máquina pública e preparando uma nova estrutura que aproveite da melhor forma os seus servidores.

LEIA TAMBÉM: HRC registra 190 casos de câncer de próstata por ano