Destaques Música

Canção “Somos um Só” é tema de campanha de prevenção da Cruz Vermelha contra a covid-19

27 de abril de 2020

E o mundo parou por causa de um inimigo invisível. Os danos são devastadores! E não estamos falando de economia, mas de vidas. Vidas que estão sendo levadas e famílias que sequer têm o direito de dar adeus a seus entes queridos que se vão. Toda vida importa! Diante de tudo isso, voltamos a atenção para coisas simples como um abraço, cuidar do nosso lar, da nossa família, amigos… E chegamos à conclusão: somos um só! Em quarentena, a cantora e compositora Bruna Ene – que tem vários parentes em Passos, onde costuma visitar anualmente -, sensibilizada e refletindo sobre todo o contexto mundial atual causado pelo coronavírus (covid-19), compôs o que pode tornar-se um hino do que todos querem nesse momento.

A música “Somos um Só” é uma linda melodia e que já está disponível no You tube e estará nas plataformas digitais na próxima semana. Inspiração causada pela dor de todos, pela ausência… “Sem conseguir dormir pensando nessa situação, desci pra assistir televisão e estava passando mais notícias sobre o impacto disso no mundo inteiro. Aí, eu peguei meu ukelelê e comecei escrever. E essa música e que saiu muito rápido! E enquanto compunha, eu chorava muito, porque realmente era o que eu estava sentindo”, diz Bruna Ene.

A música chegou através de mensagens de grupo ao Presidente da Cruz Vermelha Brasileira, Júlio Cals, que convidou Bruna Ene para participar da campanha de prevenção da instituição. A proposta é que “Somos um só” se torne música tema da campanha “Estamos prontos”, ao lado de imagens de voluntários que estão prontos para agir na prevenção e combate ao vírus.

“A música apareceu em um grupo em que faço parte e logo eu vi que se encaixava perfeitamente com o que a Cruz Vermelha brasileira pensa e age.

Então, eu entrei em contato com a autora e cantora da música, e ela topou. Na música, ela fala que quer abraçar a pessoa que ama, mas que precisa fazer tudo certo. E para fazer tudo certo, vamos trabalhar na educação das pessoas, na prevenção e distribuição de kits”, explica Júlio Cals, presidente nacional da Cruz Vermelha.

A música

A música foi composta, produzida e gravada em tempo recorde. Em dois dias, numa troca de mensagens através de aplicativo com o produtor Matheus Brasil, SOMOS UM SÓ, nasceu para o mundo.

“Escrevi a música, mandei para o Matheus e no mesmo dia à noite, ele já tinha os arranjos só para colocar a voz. Gravei na madrugada a voz, dentro do carro para não ter ruído, e mandei”, conta a cantora enfatizando todo o processo criativo que respeitou o regime de distanciamento social e usou as tecnologias online.

A cearense Bruna Ene de Paula Lemos, ou simplesmente Bruna Ene, filha de Luiz Pereira Lemos e Maria Lindete de Paula Lemos (da família Lemos, de Passos), contou que sempre foi uma criança que pedia o microfone pra cantar, cantava nos casamentos e aniversários de parentes, mas só quando entrou na Academia Maria Ester de leitura e escrita (AME), quando estava no Ensino Médio, começou a estruturar suas composições e a cantar na banda autoral do colégio, onde chegou a se apresentar no centro de convenções e em vários eventos literários.

“Em seguida, entrei numa banda chamada LongNeck, de pop rock, e nos tornamos a banda residente da Mykonos, antiga boate do iate clube de Fortaleza, onde moro.

Cerca de três anos depois, comecei a tocar na banda Retroativa, que hoje é a Reite, e nos apresentávamos nas melhores casas da cidade e também abríamos grandes shows, como do Jota Quest, Biquíni Cavadão e Kid Abelha.

Aos 22 anos tive minha filha Nina e dei um tempo na carreira, mas nunca deixei de pedir palhinha nos bares e restaurantes, o que me fez conhecer excelentes músicos e iniciar mais um projeto, que dessa vez levava meu nome, com o grande guitarrista Rafael Magoo, chegando a ganhar uma competição musical da TV diário”, explicou.

Através da parceria com o fiel amigo Alex Ramon, continuou atuando na música, mas de maneira despretensiosa e como hobby.

“Em 2018 tive uma grande perda na família e logo em seguida fiz uma longa viagem sozinha pela Europa, o que me fez pensar muito nos rumos que eu queria pra minha vida e voltar decidida a investir na carreira autoral. Eu sou de uma família muito eclética e ter sido apresentada a vários estilos se reflete muito nas minhas composições e estilo. Da brega à música clássica, eu sempre estava ouvindo alguma coisa. Ter sido estimulada poeticamente também influenciou bastante no meu processo criativo e a maior parte das minhas composições nasceu na forma de poesia”, afirmou Bruna.

Somos um Só (Link: https://bit.ly/2JufUA5 )

Siga Bruna Ene nas Redes Sociais: @brunaene

Assessoria de Imprensa Gigi Borges (85) 98195.1800 l [email protected]