Destaques Geral

Campanha contra a aftosa terá 2 meses

24 de abril de 2020

PASSOS – Criadores de bovinos e bubalinos, especialmente aqueles em que as propriedades rurais estão sob a jurisdição das regionais do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) em todo o Estado de Minas Gerais, terão algumas novidades relacionadas à primeira etapa da campanha contra a febre aftosa em 2020. A começar pelo período de aplicação da vacina que foi estendido para dois meses: de 1º de maio a 30 de junho.

A pandemia causada pelo novo cornoavírus é o principal motivo das decisões tomadas pelas gerências de Defesa Sanitária Animal e Diretoria Técnica do IMA. O site (ima.mg.gov.br) é o principal canal para os criadores tirarem dúvidas em relação à primeira etapa da campanha contra a aftosa.

“Mesmo com epidemia, devemos conscientizar os produtores rurais a realizar a vacinação, porque Minas Gerais está inserido no Blovo IV, Estado onde a campanha contra a febre aftosa será desprezada em 2021 em razão de longos anos sem o registro da doença. Então, o sucesso da imunização dos animais refletirá diretamente na retirada da vacina em nosso território”, ressaltou o assessor técnico de Defesa Sanitária do IMA da regional Passos, Francis Rocha Moreno.

A estimativa de bovinos e bubalinos a serem vacinados em 2020 nos 30 municípios sob controle do órgão instalado em Passos é de 703.761 animais. Independente da idade, todos os rebanhos deverão ser imunizados entre maio e junho. Francis revelou que, na primeira etapa da campanha de 2019, um pouco mais, ou seja, 732.648 reses receberam a dose do medicamento.

Quanto ao remédio, os criadores devem comprá-lo nas lojas veterinárias credenciadas, bem como promover a aplicação nos rebanhos. “Aqueles que desejarem contratar vacinadores extras terão que seguir as orientações do Ministério da Saúde para se evitar o contágio do coronavírus, como lavar as mãos com água e sabão, usar álcool em gel, máscaras, luvas e o distanciamento de dois metros entre duas ou mais pessoas”, esclareceu o assessor técnico.

A declaração ou comprovação da imunização dos animais deverá ocorrer até dia 10 de julho de 2020. São três as formas de procedimento por parte dos ruralistas: através do portal do produtor (www.ima.mg.gov.br); por e-mail, a ser enviado para o Escritório Seccional (Esec) que será divulgado na porta de entrada dos estabelecimentos ou através de outros meios de comunicação; e por último, diretamente nos escritórios, se estiverem atendendo o público normalmente.

As infrações para quem não cumprir as determinações de toda a campanha são multa de 25 UFEMG’s por animal, no valor de R$ 92,79, e para quem não declarar a vacinação de seu rebanho o valor cai para cinco UFEMG’s, correspondente a R$ 18,56 por cabeça.

 

O regional do IMA de Passos é formado por cinco unidades seccionais que englobam 30 municípios.

Cássia: Claraval, Capetinga, Delfinópolis, Ibiraci, Itaú de Minas e Pratápolis

Guaxupé: Guaranésia, Juruaia, Nova Resende e São Pedro da União

Passos: Alpinópolis, Bom Jesus da Penha, Fortaleza de Minas, São José da Barra e São João Batista do Glória

Piumhi: Capitólio, Doresópolis e Pimenta

São Roque de Minas: Vargem Bonita

São Sebastião do Paraíso: Arceburgo, Jacuí, Itamogi, Monte Santo de Minas e São Tomás de Aquino

– Todos contatos deverão ser realizados através dos e-mails dos respectivos escritórios regionais