Cidadania Destaques

Campanha alerta sobre respeito às vagas destinadas a deficientes

Por Ralph Diniz / Especial

13 de agosto de 2020

Foto: Divulgação (Agência Brasil)

S.S. PARAÍSO – Na última semana, a Secretaria Municipal de Segurança Pública, Trânsito, Transporte e Defesa Civil de São Sebastião do Paraíso lançou a campanha “Esta vaga não é sua, nem por um minuto”. A ação tem como objetivo orientar os condutores do município a respeitar as vagas de estacionamento destinadas às pessoas com deficiência (PCD), bem como reforçar ao público beneficiado a obrigatoriedade de deixar a credencial no painel do veículo, em local visível.

A guarda municipal e agente de trânsito Silvia Helena Ribeiro Duarte explica que a campanha está inserida na programação anual da Gerência de Trânsito e foi idealizada devido ao aumento das infrações relacionadas ao tema.

Vimos a necessidade de intensificar a informação à população sobre o uso correto das vagas, pois os agentes, no momento de fiscalização, se deparam constantemente com o uso incorreto das vagas”, destacou.

Além da orientação feita pelos agentes nas ruas da cidade, a Divisão de Educação e Comunicação da Secretaria de Segurança Pública também tem contado com o apoio dos veículos de imprensa da região para divulgar a campanha. Segundo os dados do departamento, a área central de Paraíso conta com 30 vagas de estacionamento reservadas para PCD, o que representa 2% do total, conforme é exigido por lei.

Já nas demais vias, há vagas em locais como clínicas médicas, agências bancárias, órgãos públicos, comércio, cinema, teatro, entre outros. Elas são criadas de acordo com a demanda do chamado “ponto de atração de público”.
Mãe de uma criança autista, a professora Ana Lúcia Camargo aprova a ação realizada pela prefeitura.

Sempre que preciso vir ao centro da cidade com o meu filho, que é especial, passamos um sufoco muito grande para estacionar, porque as vagas reservadas às pessoas com deficiência estão todas ocupadas por veículos de pessoas que não são deficientes. E isso causa um transtorno muito grande para nós, que realmente precisamos. Uma vez, fui pedir para um senhor desocupar a vaga em que ele estava estacionado irregularmente e quase fui agredida fisicamente por ele. Espero que os agentes de trânsito resolvam esse problema”, disse.

De acordo com Silvia Helena, a fiscalização nas ruas da cidade é realizada por agentes municipais em rondas periódicas. Quando um condutor é flagrado desrespeitando a regra do estacionamento nas vagas de PCD, ele pode ser multado no valor de R$ 293,47 por cometer uma infração gravíssima. Além disso, ele recebe sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e pode ter o veículo removido e levado ao pátio credenciado do Detran.

O cidadão que se sente lesado com desrespeito à lei pode entrar em contato com a central da Guarda Municipal pelo telefone 153”, concluiu a agente de trânsito.