Destaques Geral

Câmara de Cássia aprova alteração em horário de funcionamento no comércio

Por Felipe Misuraca / Especial

22 de julho de 2021

Foto: Divulgação

CÁSSIA – A Câmara de Cássia aprovou, na última terça-feira, projeto de lei complementar que autoriza o funcionamento de supermercados e mercearias até as 24h. A proposta, encaminhada pela prefeitura, altera o Código de Posturas do município e flexibiliza o funcionamento de estabelecimentos, o que pode beneficiar o comércio após a inauguração do novo Santuário de Santa Rita, prevista para ocorrer em 2022.

O Projeto de lei traz um enorme benefício ao comércio. Com alteração do Código de Posturas, a ação dá direito facultativo aos comerciantes poderem atuar dentro das suas respectivas necessidades”, disse o presidente do Legislativo, Henrique Fernandes Alonso Neto, o Henriquinho Alonso.

Segundo ele, com a inauguração do novo Santuário Santa Rita, que deve funcionar durante o dia todo a partir de 2022, a alteração na legislação deve beneficiar a população em geral. “Com a inauguração oferecendo várias vagas de emprego, tendo em vista que os locais podem funcionar 24 horas, novos turnos de serviço devem ser criados. Dessa forma, estamos tentando beneficiar a todos”, afirma.

Os comércios beneficiados com esse Projeto vão ter seus horários de funcionamento facultativos, de acordo com o interesse de cada um, podendo escolher manter o estabelecimento aberto por 24 horas e todos os dias da semana”, disse Henriquinho Alonso.

Segundo informações da Câmara, atualmente, o horário de funcionamento do comércio em Cássia é até as 19h, em dias úteis e sábados, e, aos domingos e feriados, os estabelecimentos podem funcionar até as 13h. De acordo com o presidente da Câmara a atualização do Código de Posturas pode gerar maior concorrência no comércio e beneficiar trabalhadores com a possibilidade de aumentar os ganhos com horas extras.

Nosso código de posturas é muito antigo, tanto do comércio, como também vários outros, como os de obra. Dessa forma, estamos buscando atualizá-lo”, concluiu.