Destaques Geral

Cabeleireiro protesta contra fechamento de salões

10 de junho de 2021

foto:/ Divulgação

PASSOS – O cabeleireiro Felipe da Silva Fernandes, 27 anos, fez um protesto inusitado contra o abre e fecha de salões por conta das medidas de restrição impostas pela pandemia de covid-19 em Passos. No início da tarde desta quarta-feira, ele promoveu corte de cabelo em plena Avenida Arouca, onde se concentram agências bancárias de Passos e divulgou, no Instagram, um vídeo sobre a manifestação.

“Do jeito que está não pode continuar. As restrições governamentais são muito rígidas, e nós, cabeleireiros, somos os mais prejudicados. Veja bem. No meu salão, além de seguir à risca todos protocolos sanitários relacionados ao contágio do novo coronavírus, meu atendimento é com hora marcada, um cliente por vez. Dentro, ficamos apenas eu e a pessoa que está sendo atendida. Então, tomei a decisão de ir para a avenida e mostrar que a categoria está deixando de ganhar dinheiro para honrar os compromissos”, disse o profissional, que atua há mais de 16 anos.

“É preciso ter diferenciação no atendimento em geral, porque há muitos comerciantes que investem bastante para oferecer o melhor a seus fregueses. Aí, divulgam decretos que generalizam as restrições super-rígidas para as atividades de beleza e temos que fechar as portas. Não é justo isso”, afirmou o cabeleireiro.