Destaques Geral

Busca por flores aumenta 40% em Passos por conta de Finados

Por Nathália Araújo / Redação

3 de novembro de 2020

Foto: Divulgação

PASSOS – Com a chegada do Dia de Finados, a procura por flores e arranjos cresceu cerca de 40% em Passos nos últimos dias. Apesar do aumento, a expectativa é de queda em relação ao mesmo período do 2019. Conforme levantamento realizado entre floriculturas na cidade, o aumento na demanda tem sido registrado há cerca de 15 dias, principalmente em consultas de preços e encomendas com o objetivo de antecipar as visitas e evitar aglomerações, já que o fluxo de pessoas nos cemitérios será restrito para conter a disseminação do novo do coronavírus.

Nesta época do ano, as opções que costumam ter maior destaque entre os clientes são os vasos com crisântemo, margaridas, calandiva, palma, botões, flores de corte e as artificiais. A média de preços varia entre R$5 e R$70. Quando comparadas aos anos anteriores, as vendas de 2020 devem registrar queda expressiva, no entanto, o índice de procura já tem agradado os empresários que atuam no setor, que já abasteceram os estoques para a data.

A grande quantidade de opções em espécies e cores tem chamado a atenção para a floricultura de Lucas Enio Barbosa mas, apesar disso, ele alerta que os clientes já reservem seus itens para evitar o risco de deixar para a última hora e não encontrar o que desejam.

Em relação aos anos anteriores, sabemos que não será tão movimentado, mas a procura está boa sim. Além disso, é necessário que todos se atentem aos decretos para que as visitas sejam organizadas, porque tudo será controlado para evitar as aglomerações”, destacou.

Carlos Nogueira, proprietário em uma empresa deste mesmo segmento, diz que percebeu que as pessoas estão receosas com a covid-19 e já estão comprando as flores antes do feriado.

Esta é uma data muito triste, e dessa vez o cenário é ainda pior. Têm muitas coisas estranhas acontecendo e o que tenho a dizer é que, apesar de trabalhar com este tipo de venda, acho que o dia não é bom. Temos que presentear quem amamos quando ainda estão em vida, é claro que os finados também merecem muito, mas o ato de dar uma flor é lindo, seja em uma comemoração ou simplesmente para demonstrar o que sentimos”, pontuou o empresário.

O pai da recepcionista Lídia Aparecida dos Santos faleceu há cinco anos e ela conta que o feriado de Finados é a data em que se sente mais próxima dele. Segundo Lídia, a família toda se dedica à limpeza do túmulo e escolhe as flores cuidadosamente.

Infelizmente, o dia não é bom mesmo. Costumo visitar o cemitério pela manhã, junto com a minha mãe e, ali, oramos pela alma dos que já partiram. Não posso comprar um presente comum e entregá-lo ao meu pai, então a forma que uso para demonstrar o meu amor e a saudade, é cuidando do que ficou; enfeitando com as flores mais alegres para combinar com ele”, lamentou a filha.

A Prefeitura Municipal de Passos (PMP) desenvolveu uma rota para evitar aglomerações na entrada e saída de pessoas nos cemitérios da cidade durante o feriado e também adotou medidas de para evitar a proliferação do vírus, como a proibição de barracas de vendedores ambulantes na avenida JK.

LEIA TAMBÉM: Homem vai a óbito com ferimentos na cabeça, na vila São José