Destaques Do Leitor

Av. Sabiá: “…as andorinhas voltaram”

23 de julho de 2020

…e eu também voltei, de máscara!
Caminhar na Avenida Sabiá é muito bom, é show. Desfrutamos, curtimos mesmo, de bucólica paisagem como o gado pastando, de precoces ipês com sua florada amarela, de exibidas e bonitas florzinhas rasteiras de barranco, dos bancos de madeira para arrefecer, e, lógico, da beleza das andorinhas turistas junto com passarinhos nativos como curicacas, pardais, o sabiá, canários, rolinhas e outros. Ali, aqui, a natureza é revigorante.

A sabiá virou um centro de referência e excelência em confraternização social. O local é bem frequentado para práticas esportivas, entretenimento e lazer. São famílias inteiras: uns caminham, outros correm, muitos levam seus bebês para pegar um solzinho, muitos bikers, skatistas e outras tribos. O clima é propício para as selfies, eu gosto dos fins de tarde, o sol dá um espetáculo no infinito do horizonte.

Outro dia eu divagava na Sabiá e uma senhora passou de carro, colocou o rosto prá fora e “bradou”: – Bom dia”! Essas minguadas e mágicas palavras foram o condão que me ajudaram para boas reflexões da vida. Fiquei rindo à toa, sozinho. De outra vez começou a chover, mesmo com medo d’um seletivo e sacana raio dos céus, não corri. Voltei “ caminhando de boa” e encharcado até os ossos. Como é legal ver cidadãos que plantaram e zelam por “suas” árvores, cercando-as com atenção e cuidados para crescerem. Muito show!

É uma pena ainda não ter iluminação na Sabiá. É lamentável também o lixo e entulhos que estão depositando na matinha da segunda rotatória. A prefeitura vai lá e limpa, mas pouco tempo depois os charreteiros levam novas cargas irregulares de resíduos. É uma triste poluição visual do local. É uma grande irresponsabilidade e desrespeito com a natureza.

Sugiro à Prefeitura que fiscalize a origem, que instale placas orientando ser prática ilegal e passível de multa. Outro ponto a considerar é cercar a matar para preservar a nascente d’água ali existente. À população em geral, peço responsabilidade ambiental quando descartarem resíduos, em especial os restos de construção, que contratem prestadores que descartem nos bota-fora legalizados da prefeitura. A Sabiá é nossa, vamos todos cuidar!!??? Força Sempre!

Jorge Moreira Maciel – Passos/MG