Destaques Esporte

Atlético-MG tem até 28 de abril para quitar dívida de R$12,5 mi

23 de abril de 2020

BELO HORIZONTE – Além de precisar manter as contas em dia nos pagamentos de salário e direito de imagem dos jogadores, por exemplo, o Atlético-MG tem outra preocupação instantânea do ponto de vista financeiro até o fechamento de abril. A dívida com a Udinese pela compra de Maicosuel, em 2014, bateu à porta e o presidente Sette Câmara acredita que a Fifa não concederá mais prazo para o Galo quitar o problema. São R$ 12,5 milhões, segundo ele, para serem pagos até 28 de abril.

“Temos esse valor de R$ 12,5 milhões para ser pago até o dia 28, num momento tão grave e quando esse dinheiro seria fundamental para a nossa sobrevivência durante esse período. Tenho impressão que não vão perdoar. E vamos ter que pagar. Temos reserva para isso. Óbvio que não temos receita alguma, e me deixa preocupado, como gestor do clube” afirmou o mandatário, ao canal do jornalista Breno Galante.

O Atlético-MG ainda tem pendência com a Udinese pela compra de Douglas Santos, em 2015. No caso do lateral, a pendência não chega aos mesmos valores do meia-atacante. A dívida relativa a Maicosuel está em caráter de urgência, e o Galo corre risco de ser punido esportivamente – quitação de pontos no Campeonato Brasileiro. A gestão de Sette Câmara herdou o problema quando Maicosuel foi trazido em 2014, ainda com Alexandre Kalil na presidência.

“Com o Maicosuel, vamos chegar a quase R$ 60 milhões na minha administração, de (pagamentos de dívida) Fifa” comentou.

Maicosuel custou ao Atlético 3.315.000,00 de euros, parcelados da seguinte forma: três parcelas de 830 mil euros em janeiro e julho de 2015, e em janeiro de 2016; mais uma parcela de 825 mil euros em junho de 2016. A questão de Douglas Santos na Fifa é cobrança por não pagamento total dos € 2.858.820,00, com cinco parcelas iguais de 571,7 mil euros entre agosto de 2015 e agosto de 2017.

“Embora a dívida do Atlético seja antiga, nós temos tentando demonstrar na Fifa, e a conta vence agora dia 28, que a gente pagou na administração… O Daniel já havia feito o pagamento de R$ 26 milhões de Fifa. Com o Maicosuel, vamos chegar a quase R$ 60 milhões na minha administração, de (pagamentos de dívida) Fifa. R$ 60 milhões, dentro do nosso caixa, seria a solução de todos os nossos problemas daqui até o fim do ano. Infelizmente isso aconteceu e temos que pagar o preço de uma conta que chegou” finalizou.

Além das verbas para a Udinese, o Atlético ainda tem que quitar cerca de 58 mil euros de mecanismo de solidariedade da compra de Otero, em 2017, junto ao Caracas, um dos clubes reveladores do venezuelano. Ainda na Fifa, o Galo ainda discute dívida protestada pelo Vélez Sarsfield (Lucas Pratto) e Junior Barranquilla (Yimmi Chará). E ainda há ações movidas por Osmanlispor (Patric) e Banfield (Cazares).