Destaques Esporte

Atlético-MG estará no ‘pote 2’ para sorteio da Copa Libertadores

17 de março de 2021

O Cruzeiro é cotado com o segundo time com chances de subir para a série a do campeonato brasileiro. / Foto: Divulgação (Site EBC)

BELO HORIZONTE – O Atlético-MG volta à Copa Libertadores em abril, mês no qual começa a disputa da fase de grupos da competição em 2021. O clube mineiro precisa recuperar pontuação no ranking geral da Conmebol, o que impacta diretamente nos sorteios das chaves. Em 19º lugar geral, o Galo não poderá ser cabeça-de-chave. Em contrapartida, estará no “pote 2” no sorteio do próximo dia 9.

A Conmebol divulgou já os detalhes do regulamento da Libertadores 2021 e espera apenas os classificados finais vindos do Uruguai. Os rivais Nacional e Peñarol devem ser os representantes diretos da fase de grupos e, pelo ranking geral, estarão como cabeças de chave. O ranking é liderado por River Plate e Boca Juniors.

Os cabeças de chave ainda terão a dupla do Paraguai, Cerro Porteño e Olimpia, além dos brasileiros Flamengo (sexto geral do ranking) e o Palmeiras, que será o cabeça de chave do grupo 1, na condição de atual campeão da Libertadores. Porém, a Conmebol veta a presença de times do mesmo país nos grupos, à exceção se esse concorrente compatriota vier da “pré-Libertadores”, como, por exemplo, Santos e Grêmio, que entram no “pote 4” do sorteio.

O pote 2, onde está o Atlético, também terá as presenças de Internacional, São Paulo e outras equipes tradicionais, como Racing, Santa Fe, LDU e Universidad Católica, além do Defensa y Justicia, atual campeão da Sul-Americana.
Campeão da Libertadores 2013, o Atlético chegou a ser 7º lugar geral do ranking da Conmebol (criado em 2016). Porém, foi caindo e, da 13º colocação em 2020, chegou ao 19º lugar no ranking atualizado em 1º de fevereiro de 2021. A listagem leva em consideração pontos com pesos diferentes em três critérios.