Destaques Esporte

Atleta que treina em Capitólio compete em mundial na Rússia por vaga olímpica

Por Gabriella Allux / Especial

19 de Maio de 2021

Valdenice e o técnico Figueroa embarcaram no último sábado para Barnaul, na Rússia. / Foto: Divulgação

CAPITÓLIO – Amanhã, 20, e sexta-feira, 21, acontece a disputa da a 2ª Etapa da Copa do Mundo de Canoagem Velocidade em Barnaul na Rússia. Integrando uma das duas atletas brasileiras na competição, Valdenice da Conceição Nascimento, 32 anos, natural da Bahia, e que mora e treina na cidade de Capitólio há quase dois anos e disputará as provas no C1 200 metros. A outra brasileira, Ana Paula Vergutz, disputa as provas do K1 500 metros e do K1 200 metros.

Segundo a diretora de Esporte e Lazer de Capitólio Valéria Soares Silva, a atleta e seu técnico Figueroa Conceição embarcaram no ultimo sábado para a disputa do Campeonato Mundial de Canoagem Velocidade na Rússia. Ambos farão o período de adaptação e participarão das competições que definem vagas às Olimpíadas de Tóquio, que serão realizadas nos meses de julho e agosto deste ano.

Para o município, é de forte relevância, expressão e uma honra termos a equipe da Canoa feminina remando nas águas capitolinas. Temos uma cidade com excelentes fatores climáticos, banhada por águas que tem propriedades únicas para o desenvolvimento de bons remadores. Esperamos que tudo que foi proposto pelo município, em parceria com a Confederação Brasileira de Canoagem, possa trazer bons resultados e a classificação para a vaga olímpica, sendo cada vez mais um espelho para os alunos que vem da base. O exemplo da Valdenice mostra para o mundo que podemos ter expressões também no esporte, conciliando o nosso turismo ao esporte”, declarou a diretora.

Valéria ainda conta que Valdenice é beneficiaria do programa do Governo Federal bolsa-atleta, e recebe investimento da Confederação Brasileira de Canoagem.

O município oferece o suporte necessário para os atletas. Então apoiamos a atleta com o termo de parceria na alimentação, disponibilização de local para guardar a canoa e espaço para os treinos”, declarou.

De acordo com o técnico da seleção feminina olímpica Figueroa Conceição, a vaga olímpica era do Brasil, mas foi transferida para a Bulgária.

Nossa última chance de reclassificação é agora, na Rússia. A vaga era nossa, mas por conta de uma redistribuição da Confederação Internacional de Canoagem, a classificação que era nossa, foi para Bulgária. Sendo assim, estamos em busca de uma reclassificação para rever essa causa. Além disso, é muito interessante estar portando atleta que está fazendo disputas internacionais”, disse Conceição.