Destaques Variedades

Arteiras da Canastra investem na organização e planejamento

10 de julho de 2021

O grupo, formado por sete artesãs, passou por atividades para conhecimentos de suas forças e fraquezas e planejamento. / Foto: Divulgação

DELFINÓPOLIS – O grupo Arteiras da Canastra, de Delfinópolis, vai participou, entre 5 e 9 de julho, do programa 5S. Mobilizado pela Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de serviços, a capacitação tem como proposta preparar as artesãs para enfrentarem o mercado reconhecendo as suas forças e fraquezas. As artesãs foram capacitadas pelo Sistema Faemg/Senar/Inaes para a produção de peças artesanais com a fibra da bananeira e seguem se especializando e se organizando.

Lançada no mercado há três anos, durante o projeto Conexão: Sabor, Arte e Negócio, feira do Sistema realizada em Passos, as Arteiras não pararam. Fizeram uma série de cursos para aperfeiçoar a sua arte e agora querem organizar a atividade para o crescimento do grupo através do programa 5S.

O grupo, formado por sete artesãs, passou por atividades para conhecimentos de suas forças e fraquezas e planejamento, de forma a organizar as atividades para que tenham produção com qualidade, boa comercialização e qualidade de vida das participantes através dos conceitos do senso de utilização, organização, limpeza, padronização/saúde e autodisciplina.

Segundo as artesãs, com o crescimento das vendas se faz necessário o planejamento, a organização e controle das atividades para que o trabalho seja eficiente e que tenham eficácia nas oficinas.

Com o aprendizado desse curso podemos otimizar espaço, trabalhar com segurança. Para o nosso grupo, com o planejamento ganhamos tempo, temos menos desperdício e a margem de erro é bem menor”, disse Carina Ubirajara.

O instrutor Reinaldo Borges Mendes destaca a iniciativa das arteiras em evidenciar os processos de qualidade, uma vez que o Programa 5S não é e nunca será apenas uma arrumação da casa ou do ambiente de trabalho, é uma das 5 ferramentas da qualidade.

Embora sendo um grupo, encontrei uma certa dificuldade na organização do trabalho, assim como nas relações internas, espero que com esse treinamento, aconteça uma revolução positiva em todos os aspectos. Uma vez que, o trabalho artesanal possui características peculiares, o encantamento dos clientes deve ser levado como prioridade, na conquista de novos mercados”.