Destaques Esporte

Apresentado oficialmente, Sylvinho mostra confiança para comandar o Corinthians e diz estar ‘pilhado’

26 de Maio de 2021

Técnico Sylvinho recebendo a camisa do time. / Foto: Divulgação

SÃO PAULO – Em sua apresentação como técnico do Corinthians, na manhã desta terça-feira, 25, Sylvinho detalhou seus planos no comando da equipe, comentou a rápida negociação com a diretoria alvinegra, disse estar pronto para o desafio na carreira e reconheceu seu lado “pilhado”.

Mas nem seria necessário Sylvinho falar sobre essa características, que ficou evidente durante os quase 50 minutos de entrevista. Inquieto na cadeira, o técnico agitou pernas e mãos na maior parte do tempo e mostrou que não é elétrico apenas dentro de campo. Sylvinho assinou contrato com o Corinthians até o fim de 2022. Segundo ele, a negociação com o clube foi rápida e ele não hesitou em aceitar a proposta.

O treinador afirmou que acompanhava o Timão a distância e que vem estudando o elenco desde domingo, quando fechou com o clube. Ele também deixou claro que espera poucas contratações. O novo comandante alvinegro estava vivendo em Portugal e chegou ao Brasil na manhã desta terça, horas antes da apresentação.

Sylvinho assistirá de um camarote da Neo Química Arena à partida entre Corinthians e River Plate-PAR hoje, 26, às 21h30, pela Copa Sul-Americana – o Timão já está eliminado. A estreia à beira do campo será domingo, 30, na primeira rodada do Brasileirão, contra o Atlético-GO, às 18h15, em Itaquera.

Aos 47 anos, Sylvinho terá sua segunda experiência como treinador. Na primeira, pelo Lyon, em 2019, ele comandou o clube francês por apenas 11 jogos antes de ser demitido. Revelado na base do Timão, como jogador ele conquistou a Copa do Brasil de 1995, o Brasileirão de 1998 e o Paulistão de 1995, 1997 e 1999.

Em 2013, Sylvinho retornou ao clube para trabalhar como auxiliar técnico. Em 2016, assumiu a mesma função na seleção brasileira e chegou a ser anunciado como novo técnico da seleção olímpica, mas em seguida fechou com o Lyon. Também em 2016, ele foi cotado para assumir o cargo de técnico do Corinthians na gestão de Roberto de Andrade, hoje diretor de futebol, mas optou por seguir na Europa para terminar cursos da Uefa. Na ocasião, ele trabalhava como auxiliar da Inter de Milão.

Ele também passou por Cruzeiro e Sport como auxiliar, curiosamente de Vagner Mancini, treinador demitido do Corinthians após a eliminação no Paulistão. Sylvinho chega ao Timão junto do auxiliar Doriva, que já foi técnico de alguns clubes, como São Paulo e Vasco.