Destaques Esporte

Após 43 dias sem jogos, Atlético será o primeiro adversário do Boca Juniors

2 de junho de 2021

Foto: Divulgação

BELO HORIZONTE – Atlético e Boca Juniors-ARG voltarão a se enfrentar em um mata-mata de torneio continental. O sorteio das oitavas de final da Copa Libertadores colocou brasileiros e argentinos frente a frente em busca da classificação. As equipes vão se reencontrar após 20 anos do último duelo entre elas. Naquela ocasião, o Galo levou a melhor.

Após garantirem classificação para o mata-mata da Copa Mercosul, Atlético e Boca se enfrentaram nas quartas de final. No Mineirão, o Galo dominou as ações e venceu por 2 a 0, gols de Marques, após boa jogada de Caíco, e Cápria, em linda cobrança de falta.

Em La Bombonera, o cenário foi diferente. O Boca pressionou em busca da reviravolta. No começo do jogo, Barijho abriu o placar. Ainda na etapa inicial, Caçapa aproveitou cruzamento rasteiro de Caíco para empatar. Os argentinos, no entanto, voltaram a comandar o placar no fim do primeiro tempo com mais um gol de Barijho.

Na etapa final, o Boca foi para cima do Atlético, que se segurou até os acréscimos. No fim, após cobrança de escanteio, a defesa alvinegra afastou e André Neles foi lançado. O atacante (que morreu em fevereiro do ano passado), ganhou na velocidade dos defensores, driblou o goleiro Abbondanzieri, que tentou interceptar a jogada no meio-campo, e finalizou para o gol vazio para garantir a histórica classificação do Galo com o empate por 2 a 2.

A vitória na Copa Mercosul de 2000 foi a única do Atlético em sete confrontos contra o Boca Juniors. O time argentino já eliminou o Atlético na fase semifinal da Copa Libertadores (em 1978, quando venceu os dois duelos do Grupo A, que também tinha o River Plate-ARG) e conquistou o título da Copa Ouro Sul-Americana em 1993 (empate no Mineirão e triunfo em La Bombonera).

O clube mineiro será o primeiro adversário do gigante argentino após 43 dias sem jogos. Na última segunda-feira 31, o Boca Juniors foi eliminado pelo Racing na semifinal da Copa da Liga da Argentina, em partida que encerrou a ‘primeira etapa’ do calendário nacional em 2021. Agora, o plantel ‘xeneize’ está de férias por 15 dias e, no regresso, fará trabalhos de ‘intertemporada’.

O clube argentino pode sofrer baixas durante este período, que marca intensas movimentações na janela de transferências. Existem rumores, por exemplo, de que o atacante Cristian Pavón, de 25 anos, pode acertar com o Olympique de Marselha, da França – comandado por Jorge Sampaoli, ex-técnico do Atlético.

O Atlético, por outro lado, estará ‘a todo vapor’ nas semanas que antecedem o confronto. Nos 42 dias que separam esta quarta-feira, 2, da data em que enfrentará o clube argentino, o Galo fará 12 jogos – dois pela Copa do Brasil e dez pela Série A do Campeonato Brasileiro.