Destaques Esporte

Após 14 anos, Cruzeiro encara América de Natal

14 de abril de 2021

Último duelo do time celeste contra o América de Natal foi pelo Campeonato Brasileiro de 2007. Jogo será as 21h30 na arena das dunas. / Foto: Divulgação

BELO HORIZONTE – Motivado após a vitória sobre o Atlético pelo Campeonato Mineiro, o Cruzeiro volta as atenções para a Copa do Brasil, na qual enfrentará o América de Natal hoje, 14, às 21h30, na Arena das Dunas, em jogo único da segunda fase. Maior campeão do torneio, com seis títulos, o time celeste precisa vencer no tempo normal para se classificar e garantir cota de R$1,7 milhão. Em caso de empate, o confronto será definido nos pênaltis.

A partida no Rio Grande do Norte marcará o reencontro com o América depois de quase 14 anos. O último embate ocorreu em 2 de dezembro de 2007, no Mineirão, pela última rodada do Campeonato Brasileiro. A vitória por 2 a 0 – gols de Leandro Domingues e Roni – garantiu a classificação da Raposa à fase preliminar da Copa Libertadores de 2008.

O triunfo em cima do Dragão fez o Cruzeiro chegar a 60 pontos, na 5ª colocação do Brasileirão. O time treinado por Dorival Júnior contou com uma ajuda do Atlético, que bateu o Palmeiras por 3 a 1, em São Paulo. Derrotado em casa, o Verdão estacionou nos 58 pontos e finalizou a disputa em 7º.

Dois jogadores do elenco de 2021 estiveram em campo diante do América-RN em 2007: o goleiro Fábio e o atacante Marcelo Moreno. A escalação contou com Fábio; Mariano, Léo Fortunato, Thiago Martinelli (Emerson) e Fábio Santos; Charles, Ramires, Leandro Domingues e Wagner (Marcinho); Roni e Alecsandro (Marcelo Moreno).

No turno de 2007, o Cruzeiro contou com gols de Fernandinho e Alecsandro para vencer o América por 2 a 1, no antigo estádio Machadão, que deu lugar à Arena das Dunas na Copa do Mundo de 2014. O time potiguar encerrou o Brasileirão com a pior campanha da história dos pontos corridos: 17 pontos em 38 rodadas (4 vitórias, 5 empates e 29 derrotas).

No fim da década de 1990, o América esteve por dois anos consecutivos na elite do Brasileiro. Em ambos, levou a melhor sobre o Cruzeiro. Em 1997, fez 2 a 1 em Natal. Em 1998, ganhou no Mineirão por 2 a 0 – dois gols de pênalti do volante Carioca. Houve outros três confrontos, todos nos anos de 1970: vitória mineira por 2 a 1, em 1975, e empates por 2 a 2 e 1 a 1, em 1978.