Cidadania Destaques

Apae comemora 49 anos na Semana Nacional da Pessoa com Deficiência

Por Gabriella Alux / Especial

25 de agosto de 2020

apae irá comemorar 50 anos de instituição e realizará o 1º leilão digital. Foto: Helder Almeida

PASSOS – A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Passos comemorou, ontem, 49 anos da instituição. A celebração aconteceu durante evento on-line da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, com execução do hino da entidade, que é composto e interpretado por Magna Aparecida Rocha Batista e adaptado por H. Ramos de Lima.

De acordo com a biblioteca do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Apae de Passos foi fundada em 24 de agosto de 1971 por um membro fundador do Lions Club de Passos que, com apoio da presidente das Damas da Caridade de Passos, conseguiu a doação do prédio localizado na rua Neca Medeiros, esquina com a rua Barão de Passos. O espaço foi oficializado em 9 de abril de 1972, iniciando assim suas atividades.

Nesse período, a Apae foi declarada de utilidade pública municipal pelo Legislativo passense. Atualmente, a entidade possui prédio próprio, localizado na rua da Imprensa, número 210, construído em um terreno de 5.100 m², doado pela prefeitura. A inauguração foi em 1984.

A diretora da instituição, Terezinha de Lourdes Pereira, ressalta a importância de aprender a cultura, valores e olhar para as pessoas conhecendo a autonomia de cada um.

Todo esse trabalho tem o objetivo de dizer que os usuários da Apae são os protagonistas de suas histórias e não devemos falar por eles. Além disso, precisamos trabalhar a visão que a sociedade tem dessas pessoas e a autonomia que a família proporciona. O objetivo é sempre mostrar o melhor de cada um, as habilidades, competências e demais qualidades que todos têm, apesar da condição de deficiência”, disse.

Atualmente, a Apae acolhe 642 usuários das cidades de Passos, Delfinópolis, São João Batista do Glória, Guapé, São José da Barra, Fortaleza de Minas, Cássia e Bom Jesus da Penha. Além disso, é composta por uma equipe médica com seis pessoas, dentre elas, fisioterapeutas, instrutor de equitação, fonoaudióloga, terapeuta ocupacional, psicóloga e auxiliar guia.

Programação

Para esta terça-feira, 25, às 9h, está programada uma mesa redonda com nove representantes das áreas de assistência social, educação e saúde. Amanhã, quarta-feira, 26, Evandro Bogo, secretário municipal de Saúde, fará uma palestra sobre saúde mental, às 9h. Na quinta-feira, 27, às 15h, haverá uma palestra sobre espiritualidade com Leonardo Consolim. A cerimônia de encerramento acontece na sexta-feira, 28, às 9h, com diálogo em rede com professores da Apae e histórias em fantoche com o tema “Tenho um monstro na minha barriga”.

De acordo com Suderli Nicolau de Barros Maia, presidente da Apae, essa semana nacional foi instituída pela Lei 13.584 de 2017, celebrada entre 21 e 28 de agosto, com o objetivo de combater o preconceito e a discriminação. O tema desse ano é “Protagonismo Empodera e Concretiza a Inclusão Social”, e os eventos serão transmitidos pelo Canal dos Professores da Apae no Youtube.

Para participar das programações da semana, os interessados deverão enviar mensagem para o número (35) 9 9824-6676.

Nós, Apaeanos, sentimos uma satisfação enorme durante a organização da programação e no decorrer da realização dos eventos, pois é uma forma de apresentarmos à comunidade as ações promovidas pelo trabalho de uma Apae”, finalizou Suderli.