Destaques Esporte

Andrés Sanchez admite gastos com contratações

7 de Maio de 2020

SÃO PAULO – Um dos maiores problemas que o Corinthians tem enfrentado nos últimos tempos é a crise financeira. De acordo com um estudo divulgado pela Sports Value, o Timão foi o terceiro clube mais endividado do Brasil em 2019, devendo R$ 665 milhões, e o quarto que mais gastou com futebol, R$ 419 milhões no total. Em entrevista ao canal Meu Timão, o presidente Andrés Sanchez afirmou que é possível quitar as dívidas.

“É pagável até porque você não precisa pagar tudo, pode renegociar. O Corinthians tem R$ 450 milhões de receita, é não contratar jogador, segurar um pouco e vender. Eu peguei o clube com R$ 19 milhões de folha salarial, hoje está em R$ 12 milhões. Só que era para estar em R$ 8 milhões, mas quem aguenta? Estou apanhando que nem louco porque deixei de contratar grandes jogadores, de um nível mais caro. Imagina quem está gastando muito e não está ganhando títulos”, disse.
O déficit do Corinthians em 2018, que era de R$ 18,8 milhões, passou para R$ 177 milhões em 2019. Andrés explicou que o motivo desse aumento deve-se ao número alto de contratações feitas pelo Alvinegro na última temporada.

“Em 2018 nós não contratamos ninguém. Em 2019, talvez tenhamos exagerado na quantidade, até porque veio o Fábio (Carille), uma mentalidade diferente, queria outro jogadores. É o projeto que você faz, pode ser que alguns jogadores que não renderam, rendam daqui para frente, isso faz parte do futebol. Exageramos um pouco no ano passado”, confessou.

Segundo a análise da Sports Value, o Corinthians é o time com maior déficit no Brasil e só perde para Botafogo e Internacional em valor de dívidas.