Destaques Esporte

América, forte concorrente, estreia contra a Ponte Preta

8 de agosto de 2020

Divulgação (Agência Brasil)

BELO HORIZONTE – Bem perto de casa, o Cruzeiro vai ter um forte concorrente na luta pelo acesso: o América-MG, que no ano passado terminou em quinto lugar e que estreia também neste sábado contra a Ponte Preta, no Canindé. O clube ficou conhecido como “time iô-iô” na última década, quando subiu e desceu três vezes. Foi assim em 2010-2011, 2015-2016 e 2017-2018. Sob o comando de Lisca, tem um elenco equilibrado e que passou a fase de classificação do Campeonato Mineiro como único invicto. Caiu nas semifinais diante do Atlético-MG.

São quatro clubes paulistas, entre eles a dupla de Campinas motivada pela rivalidade entre Guarani, campeão brasileiro em 1978, e a Ponte Preta, que frequentou a elite por vários anos nas duas primeiras décadas do século 21. Pela tradição, eles podem brigar pelas primeiras posições. Menos cotados aparecem ainda o Botafogo, de Ribeirão Preto, e o Oeste, rebaixado no Campeonato Paulista para a Série A2.

Os clubes catarinenses também prometem dar trabalho. A Chapecoense, rebaixada no ano passado, parece ter conseguido se equilibrar ao chegar na final do Campeonato Catarinense. O Avaí, rebaixado em 2019, aposta em uma velha fórmula para subir: o experiente técnico Geninho, de 72 anos. Com ele, o time conquistou dois acessos, em 2014 e 2018. O Figueirense aparece bem atrás, ainda tentando se organizar financeiramente. No ano passado chegou a dar W.O. por greve de seus jogadores e quase acabou na Série C.

Há outros clubes com bom retrospecto na Série B e que podem brigar para chegar à elite como Paraná e Operário, pelo Paraná, CRB e CSA, de Alagoas, e o Cuiabá. Sem contar a briga para não cair à Série C. Todos vão brigar ponto a ponto em uma competição longa e cansativa com 38 rodadas, com jogos de ida e volta, até o final de janeiro de 2021.