Destaques Geral

Ameg realiza assembleia para discutir ações contra a covid-19

3 de julho de 2020

A reunião aconteceu na Ameg, em Passos, no período da manhã. / Foto: Divulgação

PASSOS – A Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Grande (Ameg) realizou, na última quinta-feira, 2, sua 173ª Assembleia Geral Ordinária. A reunião aconteceu em sua sede, em Passos, no período da manhã. Além da prestação de contas do exercício de 2019, o encontro também serviu para tratar do Plano de Monitoramento da Covid-19 no Sudoeste Mineiro.

Marcaram presença os prefeitos e representantes dos municípios associados de Capitólio, Carmo do Rio Claro, Delfinópolis, Passos, Piumhi e São João Batista do Glória. Participaram também os representantes de Doresópolis, Fortaleza de Minas, Itaú de Minas, São José da Barra, São Roque de Minas e Vargem Bonita.

Em plenária, prefeitos, secretário executivo e assessor jurídico da Ameg deram sequência às discussões quanto à proposta de implantação do Plano de Monitoramento da Covid-19 no Sudoeste Mineiro. O plano, que é uma alternativa baseada no programa Minas Consciente, do governo estadual, visa a adoção de um protocolo único a ser implementado para o controle e o combate ao coronavírus, com critérios para a retomada das atividades comerciais, produtivas e sociais na região.

A proposta foi apresentada pelo prefeito de Capitólio, José Eduardo Terra Vallory, avaliando dados específicos e a realidade da Microrregião de Saúde dos 27 municípios vinculados à Superintendência Regional de Saúde de Passos.

O Plano de Monitoramento da Covid-19 no Sudoeste Mineiro é baseado em três pilares: a retomada ou regressão das atividades econômicas, a tomada de decisões a partir de indicadores epidemiológicos e assistenciais e, por fim, o funcionamento de cada setor com a adoção de critérios e restrições conforme a classificação de essencialidade.

Nós temos uma proposta alternativa que parte da Ameg como um norte, mas cada prefeito tem autonomia para utilizá-la ou não. Já que a estrutura hospitalar disponível a todos os 27 municípios é a mesma, é bom que tenhamos uma estratégia também comum de enfrentamento e de gestão dessa crise, para que haja a garantia de atendimento a todos os cidadãos da região”, comentou o prefeito de Piumhi e presidente de Ameg, Adeberto José de Melo, o Deco.

Seguindo o cronograma do encontro, o assessor contábil da Ameg, Antonio de Pádua Cardoso, apresentou o relatório e a respectiva prestação de contas do exercício de 2019, que foi aprovada e homologada sem ressalvas pelos prefeitos e pelo conselho fiscal da entidade.

Na oportunidade, os prefeitos dos municípios associados também aprovaram a doação de serviços à Santa Casa de Misericórdia de Passos, além de permitirem a utilização de máquinas da associação. Foi autorizado o uso de uma retroescavadeira e uma motoniveladora pelo período de 30 dias nas dependências da futura Cidade da Saúde e do Saber, visando a execução de serviços básicos de infraestrutura, como abertura de galerias pluviais para distribuição de água tratada, redes de esgoto, entre outros.

Em seguida, os gestores receberam da secretaria executiva da associação um relatório com o registro de todas as ações da entidade realizadas em 2019, como eventos, cursos, capacitações, audiências públicas, assembleias, reivindicações, conquistas e clipping de publicações com menções específicas. A reunião foi concluída com a aprovação do calendário de eventos e o programa administrativo da associação para o ano de 2020.