Cultura Destaques

Adesc realiza 7º Festival da Criança

Por ADRIANA DIAS / Da Redação

7 de outubro de 2020

Um dos espetáculos que integram a programação é a peça Casulo, da Cia Arte-Móvel. / Foto: Divulgação

Começou nesta segunda-feira, 5, a sétima edição do Festival da Criança no Teatro, evento promovido pela Associação de Desenvolvimento Cultural Regional (Adesc) desde 2012. A edição, que é totalmente online, vai até esta sexta-feira, 9, recebendo cinco espetáculos voltados unicamente para o público infantil! De acordo com a presidente da Adesc e produtora do festival, Isabella Vieira, nesses tempos em que o teatro não pode ser ao vivo, a alternativa foi trazer o Festival da Criança para o ambiente online, assim como foi realizado o Festival Nacional de Teatro de Passos, no mês de julho, que teve um alcance surpreendente.

Para ter acesso aos espetáculos, basta adquirir um ingresso único que está sendo vendido a preço popular de R$19,90, o qual permite o acesso aos espetáculos até o final de 2020. Os ingressos podem ser adquiridos pelo site: www.festivalteatropassos.com.br/ingresso. A ideia é popularizar o acesso à arte e à cultura para as crianças, desde cedo”, explicou Isabella.

Os espetáculos concorrem ainda a um prêmio de Melhor Espetáculo, que será decidido mediante votação pelo público. A votação acontecerá no dia 10 de outubro, quando será conhecido o espetáculo vencedor.

O Festival da Criança é nosso primeiro festival e tem um caráter bastante inovador ao proporcionar espetáculos voltados somente para o público infantil, sendo um dos poucos do Brasil que tem essa característica”, afirma o curador coordenador do evento, Maurílio Romão.

Os espetáculos que compõem a programação são: Casulo (Cia Arte-Móvel), Em busca do Snark Invisível (Magnólia Cultural), Peter Pan (Espaço Núcleo), Quando eu sonho, viro sonho (Caramello Produções), Junho: uma Aventura Imaginária (Coletivo Nomâde de Teatro e Pesquisa Cênica).

Sempre levei meus filhos em todas as edições do festival, porque o Teatro auxilia no crescimento pessoal e cultural, explora a imaginação. Traz informação e cultura de uma forma divertida e prazerosa”, afirmou Danielle Hipólito, que participa do evento desde a primeira edição.