Destaques Quinta Coluna

Express Press

Por Cesar Tadeu

3 de abril de 2021

Foto: Prime Box Brasil / Divulgação

Santa Sexta! Perdidos aí em meio a tudo isso lá fora, sem saber o que fazer, já que não têm os tradicionais serviços religiosos – presenciais – e que fazem uma das tradições das Minas Geraes?!? Vai até encarar um jejum e, por conta da alta do dólar – uma abstinência da farta bacalhoada própria do dia, fariseu!?!

Mas nem um rolé por conta da “Paixão ao Vivo”? Virtual! Porque “Paixão ao Vivo” vai ter sim: encomendada pela Secretaria de Cultura e Patrimônio Histórico de Passos, ao videorama Itamar Bon fim, que costurou uma edição pra lá de especial de “Jesus – A Paixão ao Vivo em Passos”. Paixões! Desde aquela apresentada indoor, na ribalta do Teatro Rotary, em 1989, até as produções mais recentes do espetá-culo e sua última versão, encenada em 2019…

…Exatos 30 anos de espetáculos. Que já tiveram em cena Gustavo José Lemos, Vivaldo Piotto, Zininha Ne-grão, Silas Figueiredo, Ezechias Marques, Reinaldo Barbosa, Anto-nio Theodoro Grilo, Uryas Garcia, Graça Garcia, Luiz Mezêncio, Regina Piotto, Samantha Mezêncio, Chiquinho Negrão, Clélia Prócula Monteiro, Paulinho Paulette, Jefi-nho, Marcelo Piotto, Carlos Jorge Ribeiro, André “Dhominy” Fontes, Marcelo Busti, entre outros – literal-mente – milhares de atores que povoaram essa Jerusalém caipira (no sentido romântico da palavra!) há 30 anos aqui encenada.

“Jesus… A Paixão de Cristo 2021 – 30 Anos de História (1989-2019)” é uma colagem desses espetáculos todos, preparada pelo videorama Itamar Bonfim, a partir de imagens gravadas por ele e por outros vários profissionais da imagem e do som na cidade, ao longo dessas três décadas de “Paixão ao Vivo”. Para ser apresentada hoje, ás 20h, no canal Cultura Cura do YouTube. Assistam. Isto também é Passos!

Ah, sim: o mocinho morre no fi-nal. Mas, três dias depois ressuscita. O triunfo sobre a morte – essa é uma das mensagens!

…“Ressignificar o Morar” tornou-se uma das questões mais importantes do modo de vida atual. É essencial compartilhar experiências, conceitos e inspiração para a criação de ambientes únicos e autênticos, em forma de pisos e revestimentos. “Ressignificar o Morar” é a proposta da nova coleção da Portinari. E Portinari é PontoBello Acabamentos – a primeira butique de pisos e revestimentos da região. Real e presencialmente, na Lavras, esquina com Dr. Manoel Patti.

Abril está chegando com o ator passense Danilo Anastácio nova-mente nas telinhas.Em “A3”, a mesma história é contada sob pontos de vistas de três integrantes de uma mesma família da classe média paulistana, que vive entre 1927 e 1958. A família é posta à prova ao se envolver com temas que são tabus femininos para época como casamen to, desquite e machismo. Na trama Danilo Anastácio faz par – ou triângulo – com a atriz Karina Ba-rum, que está de volta à televisão. ‘A3’ reestreia na segunda-feira, 5 de abril, às 18h45, nos canais 156 (Claro), 656 (Claro HD), 157 (Sky), 85 (Oi TV) e também na Box Brazil Play.

Renato Soares tem novidade na praça. Da coleção “Ameríndios do Brasil”, desenhada por Renato, acaba de sair da gráfica o livro “Yawalapíti”. A mais nova publicação do fotógrafo carmelitano Renato Soares é também o primeiro da coleção de livros de arte e fotografia a ser lançado sobre as etnias indígenas brasileiras. O trabalho visa a criação e construção de um grande acervo etnográfico brasileiro e a etnia Yawalapíti foi a escolhida para iniciar este trabalho. O livro tem o formato 17x23cm, com 144 páginas recheadas de fotografias de Soares e texto do antropólogo Adelino Mendez…

…Para viabilizar a produção e edição de “Yawalapíti” o fotógrafo usou uma plataforma de crowdfunding – uma vaquinha muderna, tapuias! -, conseguindo arrecadar 89% da meta de R$40.000,00 necessários para a empreitada. A campanha recebeu todos os fundos arrecadados em outubro de 2020. “Yawalapíti” é o resultado de cerca de vinte anos registrando a alma dessa gente e a minha homenagem ao Povo do Tucum”, diz Renato Soares. O livro tem Venda online pelo e-mail renato@renatosoares.com.br O exemplar custa R$150,00+R$12,50 (correios).Vale destacar que 1/3 do valor líquido apurado com a venda do livro será repassado à comunidade Yawalapíti – do tronco linguístico aruak, que vive na Terra Indígena Xingu, no Mato Grosso, na região conhecida como Alto Xingu.

Da calmo Carmo, Renato Soares iniciou sua carreira na fotografia no final dos anos 1980 e, desde então, realiza viagens para retratar as diferentes formas de expressão cultural dos grupos étnicos indígenas brasileiros. A identificação com o universo indígena vem desde a infância, e se consolidou logo nos primeiros contatos com tribos em áreas remotas do Amazonas e, também, por meio da profunda amizade que manteve com o sertanista Orlando Villas-Bôas. Renato Soares tem buscado resgatar, por meio da fotografia, o que temos de melhor da cultura ancestral do verdadeiro povo brasileiro – ou o povo de Pindorama.

Bermudas Dudalina, gravatas, camisetas da Beagle, casual VR, drives e sapatênis Sergio’s, camisetas Highstil, jeans DTA, camisas Richards… o Outono/21 já está Sangue Azul. Para homens com estilo. Na Avenida da Moda ou via Whatsapp (35/9-9141-3312) e com serviço de entrega a domicílio. #sangueazul homem

A Comunidade Terapêutica Sagrada Família poe no forno, no outro sábado, 10 de abril, suas “Pizzas Beneficentes” na rua Georgia 370, no Jardim Eldorado. No sistema de entrega drive-thru, a adesão tem o custo de R$ 25,00 por cada pizza. A Fazenda Sagrada Família é instituição que mantém 40 dependentes químicos masculinos internados. Enquanto isso, a construção da ala feminina vai a todo vapor e a inauguração – com todos os raios & tempestades dos dias de hoje – está prevista para o final deste ano.

O “save the date” já foi disparado. Pelos lados da Fazenda Santa Luzia/Grupo Cabo Verde a hora é de dar tratos nos finalmentes para a realização do mais edulcorado (essa é antiga, né não, bugrada?!?) : entre os eventos do gênero na região: nos dias 24 e 25 de abril, em edição pra lá, de especial, acontece o “Leilão Santa Luzia – 20 anos”. 20 anos de histórias, 20 anos de tradição, 20 anos de grandes emoções, 20 anos compartilhando a melhor genética Girolando. Agendem.

Para outras ondas, outras cores mais brandas! Várias ações virtuais e/ou presenciais com objetivo combater o sedentarismo, promovendo o nível de atividade física e o conhecimento dos benefícios de um estilo de vida ativa, para crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos – porque que 3 a cada 100 mortes no Brasil podem ter sido influenciadas pelo sedentarismo…

Do outro lado do Atlântico, mais para o Mar Mediterrâneo, finalmente a dança (re)começa! Ao menos essa é a intenção. Mais de cinquenta artistas das variadas vertentes das artes – da pintura à performance, da escultura à colagem, desenho, fotografia, escultura, vídeo e instalações – exibem suas artes no Castelo Colleoni di Solza, na província de Bérgamo. Nesta que, por enquanto, deverá ser a primeira exposição coletiva que abre ao público, de forma presencial, na Itália, desde um ano atrás…

A exposição “Assonâncias, discrepâncias, formas e liberdade de movimentos na época do Novo Renascimento” pretende destacar um corte transversal da arte contemporânea, representada por artistas italianos e estrangeiros. Artistas do Brasil e do Peru estão na mostra representando a América do Sul. Do Brasil, mais especificamente ali do sopé da Serra da Tormenta, o multifacetado artista plástico Jair Soares Jr é o cara convidado para a mostra. Junior participa na categoria “Escultura”, ao lado de uma seleção de italianos: Andrea Cereda, Nadia Galbiati, Mariella Ghirardani, Camilla Marinoni, Alfredo Mazzotta, Maya Pacifico, Santa Seveso, Manuela Toselli, Alice Zanin…

…Para os imunizados (sorry, iss é uma ironia!) a mostra coletiva acontecerá no Castello Colleoni di Solza, logo ali, na Piazza Colleoni 3/b – 24030 Solza (BG). De 10 a 24 de abril de 2021. Vernissage na terça-feira, 9 de abril, às 17h (hora da Itália, o que significa por volta das 13h brasilianas). Com o patrocínio do Conselho da Região da Lombardia e do Município de Solza para um projeto da Associação Cultural AmAMi, de Claudia Migliore e Mauro Mariani…

Ah, sim:consta do convite que “todas as diretrizes para a contenção da emergência de saúde da Covid 19 serão seguidas”; nunca descartando a possibilidade da exposição, presencialmente, ser vetada ao público assim, da noite para o dia. Até porque a coisa também não está lá tão, tão boa assim na Europa – Itália inclusa -, pastachiutas!

Acupuntura para reequilibrar o corpo e a mente, nesses tempos de stress por conta de tudo isso aí fora. Acupuntura como tratamento, massagem como relaxamento, com atendimento a domicílio e com todos os procedimentos de segurança, conforme os dias atuais, no atendimento. Pela fisioterapeuta e acupunturista Mayna Elias. Agenda-mentos pelo 9-9119-8690 ou 9-9946-0881.

Começar o mês de abril celebrando um dos grandes nomes da arte nacional! O Centro Cultural do Banco do Brasil em Beagá – o CCBB-BH – antecipou as comemorações dos 89 anos da mega-über artista plástica Yara Tupynambá com uma live especial, hontem, no 1º de abril. A prosa teve mediação do curador José Theobaldo Jr e a artista falou sobre sua trajetória, revelando os bastidores da criação de suas obras relacionadas à natureza, expostas atualmente noCCBB-BH…

…A data querida de Yara é hoje, 2 de abril. Nascida Yara Tupynambá Gordilho Santos, em Montes Claros, Yara é pintora, gravadora, desenhista, muralista e professora. Iniciou seus estudos de arte com Guignard estudou gravura com Misabel Pedrosa e aperfeiçoou-se com Oswaldo Goeldi.Cursou Artes Visuais na UFMG. Foi bolsista do Pratt Institute em Nova York. De volta à Beagá tornou-se assessora cultural da Turminas e foi a responsável pela implantação de um programa do Ministério do Trabalho para requalificação do artesanato em todo o Estado de Minas Gerais.

Recebeu o título de Cidadã Honorária de Belo Horizonte. Para a geral, os trabalhos de Yara Tupinambá – quase sempre em forma imensos paineis -, podem ser facilmente vistos no melhores prédios do governo das Minas Geraes. Yara é constante destaque nas artes brasilis, homenageada com poemas, como fez Carlos Drummond de Andrade (que era um amigo particular) ao escrever o poema ‘Exposição’ sobre a artista… E nós com isso?!?

É o seguinte, mamaúba:Yara Tupynambá na verdade nasceu Yara Tupynambá Gordilho; o sobrenome “Santos” ela herdou de seu casamento (de nada saudosa memória) com o passense e, entre outros ophícios, crítico de arte, Pierre Santos (que ainda vive em Beagá). Yara já fez várias visitas à Ardeia e já expôs por aqui suas obras, em mostras coletivas ou em individuais, numa época nem tão distante assim, em que esta cidade era bem, bem menos caipira (ainda que não tivesse, nas épocas, uma “secretaria de Cultura e Patrimônio Histórico). A artista inclusive já doou alguma de sua arte para o acervo da Casa da Cultura. Eh! Ardeia. Viva Yara!

Nascida num dia 1º de Abril??? Tem sim, bugrada! Num primeiro dia de abril, lá em 1992, nascia no interior das Geraes, mais exatamente na porção Sudoeste do estado, uma empresa de confecção têxtil com, então, a inédita missão de levar beleza, conforto e qualidade aos consumidores de Moda, sempre com foco no cuidado com o meio ambiente e na produção de suas peças, até onde possível, só com tecidos, aviamentos e quetais naturais. Hontem a Reserva Natural – uma pioneira nessa pátria verde-amarela na proposta de produzir uma moda mais sustentável e promover um consumo consciente – completou 29 anos.

Sem a família Reserva Natural – leiam os irmãos Tereza Sawaya, Raymundo Reis e Tianinha Calixto – perceberem, sua Reserva Natural tem um outro pioneirismo, mais especificamente aqui na Ardeia: sua fábrica foi a primeira a ousar/usar/acreditar/contratar da mão de obra acadêmica formada pelo ex-curso de Moda da outrora Fundação de Ensino Superior de Passos. São os estilistas da Reserva. Natutral. De Passos. Para o mundo. Os próximos 30 anos serão os melhores!


Foto: Prime Box Brasil / Divulgação

O passense Danillo Anastácio está de volta às telinhas, dividindo a cena com Karina Barum – a Dona Adalgisa – na Série “A3”. Próxima segunda-feira, as 18h45, nos canais 156 (claro), 656 (claro hd), 157 (sky), 85 (oi tv) e também na Box Brasil Play


Foto: CCBB – BH / Divulgação

Gravadora, desenhista, professora de artes plásticas, pintora, muralista, ícone das artes mineiras – desde a modernidade até os dias atuais. Com um passado com a ardeia, Yara Tupynambá brinda hoje seu feliz aniversário.
vida longa pra você, Yara


Foto: Kickantereprodução

Renato Soares e sua obra fotográfica já passaram por importantes exposições em importantes museus e galerias do brasil e no mundo. agora renato leva seu trabalho para uma série de livros e “Yawalapíti” é apenas o primeiro volume da série


Ultra, cool, violet, chic!!! Novas peças da coleção #ultra, da nova d, acabam de chegar e já estão disponíveis na e-store nova d! Mais #ultra no WhatApp da sua loja favorita, com direito a fashion film e a Atendimento on-line.


 

O cave Orlandinho Pádua Andrade, em redes sociais, ponderou que “O Prefeito Diego Oliveira é super acessível, mas observei que de seus conselheiros, nenhum é da Iniciativa Privada, todos debaixo do Estamento Burocrático, não tem nenhum “Skin in The game”, nenhum tem nada a perder. Aí fica difícil acreditar em quem “NÃO ARRISCA A PRÓPRIA PELE”. Com imunidade salarial é fácil tomar medidas A FAVOR de Lockdown”. Mas esse lock que está aí não é down, muito menos lock, contribuintes. É, muito mais, pura falta de gerenciamento acerca das coisas da pandemia