Destaques Esporte

Treinador afirma que Passense “não morreu”

Por Ézio Santos / Especial

7 de dezembro de 2020

Foto: Divulgação

PASSOS –Quem afirmar que a exclusão do CE Passense, pela Federação Mineira de Futebol (FMF), um dia antes da rodada inicial do Campeonato Mineiro da Segunda Divisão, pode estar enganado”. A declaração é do treinador Flávio Queiroz, que tem contrato com o clube por mais dois anos.

Sem nenhuma atividade esportiva até o início de 2021, o comandante da equipe principal, afirma que o Passense não morreu.

Pelo contrário, estamos vivos e já nos preparando para o ano que vem. Dezembro será o mês para elaborarmos os projetos e colocarmos em prática já a partir de meados do mês de janeiro, já que o time principal só volta no segundo semestre”, acentuou Queiroz.

O técnico revelou que tem recebido alguns convites para trabalhar fora de Passos, mas a preferência é dar continuidade profissionalmente no Passense.

Vejo ótimas perspectivas em um futuro bem próximo. Voltaremos no que vem priorizando as categorias de base, como sub 15, 17, 20, e só com atletas de Passos e região. Depois é pensar na equipe adulta”, avisou.

Queiroz disse haver possibilidades do grupo de jogadores que iria disputar a Segundona mineira, representar um time do Rio de Janeiro também na mesma divisão daquele Estado em 2021. “Por hora, nada definido. Estamos estudando se é viável”, afirmou.


Reunião

Todos os assuntos relacionados a débitos e punições envolvendo o Passense deverão ser discutidos nesta segunda-feira, dia 7, em Belo Horizonte. É que o presidente do clube, Rogério Jesuíno dos Santos foi convocado pelo Departamento Jurídico da FMF para uma reunião no período da tarde.

Eu vou acompanhá-lo até a capital mineira. Creio que a atual dívida com a Federação, multa de R$200 mil, e a impossibilidade de o clube não poder disputar qualquer competição pelos próximos dois anos, serão resolvidos amanhã entre as duas partes. Temos que deixar tudo acordado com a FM e continuar o trabalho. Do contrário, não há condições para isso”, ressaltou o técnico.

Flávio Queiroz, de 44 anos, é natural de Gouvelândia (GO), casado, e pai de três filhos ainda crianças. Há pouco mais de um mês se mudou definitivamente para Passos, e reside no bairro Jardim Vila Rica. / Foto: Divulgação