Adelmo Soares

4 de julho de 2020

O ardor da paixão

Montou casa no detrás da matinha velha, a um beiço de lonjura da sede principal da fazenda e alo- jamento...

LEIA MAIS
27 de junho de 2020

Modernices

O Bacurau do Manezinho se mudou cedo pra Belo Ho- rizonte, onde misturando sorte e trabalho, enricou de muito cobre....

LEIA MAIS
20 de junho de 2020

Palavra de honra!

O candidato “avereador”(com permissão da Luciene Garcia) entregavaseus santinhos com acara jovial, o sorriso aberto,a palavra preparada acada cidadão que...

LEIA MAIS
13 de junho de 2020

Pitoco

Tudo bem que ele seja o Doutor Manoel Toledo dentro de sua roupa branca e no consultório, mas quando entra...

LEIA MAIS
6 de junho de 2020

Troféus

Puxa vida! É gostoso ganhar um prêmio de reconhecimento. Tive a sorte de recebê-los como odontopediatra e professor universitário em...

LEIA MAIS
30 de Maio de 2020

O passador de manta

O Jovino Quinhentorréis morava numa dessas beiras de rio hoje tomadas pelas águas da represa de Furnas. Vivia de negociatinhas...

LEIA MAIS
16 de Maio de 2020

Remedinho porreta!

“A égua empacava que nem moirão de curral!”O Amácio reconhecia o único senão da égua rosia, animal de estima desde...

LEIA MAIS
9 de Maio de 2020

Parentesco

Uma das manias mineiras mais arraigadas, desde o tempo do onça, era a catira. Prá moçada de hoje, ligada no...

LEIA MAIS
25 de abril de 2020

Na Porrada (2)

Pois é! Conforme o combinado na crônica da semana passada, voltamos aqui hoje para completar o caso das duas filhas...

LEIA MAIS
18 de abril de 2020

Na Porrada

Contam as más línguas que, em priscas eras, quando o fio de bigode se constituia num documento confiável, lás prás...

LEIA MAIS