Dia a Dia

Os lobos do lado leste

POR LÍVIA HOLIER SILVA

3 de abril de 2021

Como em toda cidade, em São Roque de Minas existem o centro, as partes mais povoadas, a parte mais bem frequentada da cidade e a parte onde poucas pessoas ficam, pelo fato de ser área comandada por uma gangue, ou algo do tipo. Os Lobos do Lado Leste são uma gangue de motoqueiros. Eles ficam na parte leste de São Roque de Minas. Usam roupas escuras e jaquetas com desenho de um lobo nas costas, que é a marca deles. Há muitos boatos sobre eles. Dizem que são traficantes ou fizeram pacto com o diabo.

Você pode até pensar que eles são um bando de coroas que assustam criancinhas, mas não se engane. Os Lobos do Lado Leste é formada por jovens e adultos de 17 a 50 anos e não são apenas homens. Também há muitas mulheres nessa gangue misteriosa. Mas, essa história não é sobre os Lobos, e sim, sobre Lídia Torres, uma garota de 17 anos, que veio para São Roque de Minas. Ela não fazia a menor ideia, mas sua vida mudaria muito, principalmente pelo fato de que estava prestes a entrar na mesma escola onde alguns membros dos Lobos do Lado Leste estudavam.
Era o primeiro dia de aula de Lídia, em sua nova escola. Logo que chegou, se deparou com Matheus Massacre, um garoto muito bonito, porém, um pouco fechado. Ela percebeu que chamou a atenção dele, assim como ele chamou a atenção dela.

Bateu o sinal, todos entraram nas salas. Assim que Lídia entrou, viu que estava na mesma turma de Matheus. Eles se sentaram juntos, pois nessa escola as carteiras eram duplas. Durante as aulas, Matheus e Lídia trocaram olhares o tempo todo. Olhares calorosos e marcantes. Ela logo pensou: esse garoto é diferente… Ao fim da aula, conversaram um pouco. Se apresentaram e passaram o número de telefone um para o outro. Ela viu o lobo na jaqueta dele e perguntou o que significava. Quando ela fez a pergunta ele se calou, ficou meio sem jeito, dizendo que estava atrasado para um compromisso e precisava sair. Rapidamente, ele subiu na moto e foi embora.

Ele pensou nela o dia todo, e com ela não foi diferente: passou o dia todo também pensando no garoto da moto, com estilo roqueiro, que acabara de conhecer. Quando chegou em casa, Lídia contou para sua mãe sobre o garoto maravilhoso que ela havia conhecido naquele dia. Sua mãe ficou feliz, mas avisou que tivesse cuidado para não se machucar. No dia seguinte, a jovem ficou preocupada, pois Matheus não apareceu na escola. Preocupou-se ainda mais, porque pelo resto da semana não o viu. Ela foi para o seu lugar favorito da cidade, o “Skina de Minas”. Lá, era calmo e tocava suas músicas preferidas. De repente, os Lobos do Lado Leste chegaram. Lídia nem ligou muito e voltou a mexer no seu celular. Ao ver Matheus junto deles, percebeu que todos vestiam jaquetas iguais a do garoto.

Quando a viu, ele saiu e foi até a Praça da Matriz que era bem perto dali. Lídia o seguiu, pois queria saber o que, ou quem eles eram. Chegando à praça, ela o viu sentado em um banco sozinho. Sentou-se ao lado dele e começou a perguntar. Matheus respondeu a todas as perguntas, sem mentir em nenhuma das respostas. No fim da conversa, Lídia disse que queria entrar para a gangue. Matheus sugeriu que pensasse mais um pouco e no outro dia desse a resposta. Ela estava decidida a se tornar uma Loba do Lado Leste, Matheus falou com o líder e ele aceitou.

Mas, o que a moça não sabia, era que os boatos sobre Os Lobos do Lado Leste não eram totalmente boatos. Ela teria que fazer um pacto com o diabo, ou seja, vender sua alma! Ela o fez e depois do ritual, tornou-se uma Loba do Lado Leste. No outro dia, chegou à escola abraçada ao seu namorado Matheus e junto com a gangue mais temida de São Roque, e claro, vestida como um deles! O fato chamou a atenção de todos, mas ela não ligou. Passados alguns dias, a diretoria da escola se comunicou com os pais de Lídia, alegando que ela estava rebelde e agindo de forma diferente da natureza dela. Os pais conversaram com ela, mas não adiantou. Então recrutaram outros alunos da escola para irem atrás dos Lobos do Lado Leste, mas foram “devolvidos” com vários hematomas e ossos quebrados.

Quando Lídia descobriu o que tinha acontecido, foi tirar satisfação com seus pais. No fim da discussão, Lídia, furiosa, desceu as escadas e jurou que nunca mais voltaria para casa. Mas não era só ela que estava cansada de viver em São Roque. Os Lobos do Lado Leste, haviam criado problemas na cidade e precisavam ir embora. No dia seguinte, quando todos acordaram, Os Lobos do Lado Leste tinham desaparecido… E o mais estranho de tudo: parecia que a gangue nunca tinha existido! Ninguém se lembrava quem eram ou o que fizeram… Era como se o Lobos tivessem sido apagados da história, da vida daquele lugar. A família de Lídia não conversa sobre o caso, aliás, afirma não ter filha com esse nome. Portanto, aqui não se toca nesse assunto. Quem o fizer poderá ouvir apenas: isso é obra do diabo…

LÍVIA HOLIER SILVA faz parte de um grupo de alunos do 3º ano do Ensino Fundamental à 3ª série do Ensino Médio, que no ano de 2018, integrando um grupo organizado pela escritora Maria Mineira, com o apoio da Cooperativa Educacional de São Roque de Minas lançou em 2019: “Letras da Canastra- Cooperativa Educacional Escrevendo História”. Para adquirir um exemplar entre em contato pelo e-mail: [email protected]