Dia a Dia

Mãe de ouro

Por Emilly Cristina Silva

2 de julho de 2021

Em uma noite muito escura, na região rural da cidade de Medeiros, um grupo de homens bebia em um boteco à beira de uma estrada. Enquanto isso, em suas casas, as esposas estavam muito preocupadas pela demora, pois já era muito tarde. Então, como moravam perto, elas resolveram se juntar e saírem à procura dos maridos, pois juntas não teriam medo de seguir pelos caminhos escuros. Entres elas, estava minha avó. Lá se foram as mulheres descendo o espigão onde se localizava o bar.

Ao chegarem lá, os homens e mulheres avistaram uma estranha luz que estava um pouco longe, e girava e girava para todos os lados. Um tal José começou a xingar alto porque ele pensou que era seu filho fazendo graça de moto no terreno dos outros. Enquanto as mulheres amedrontadas se encolhiam junto dos maridos, José chegou mais perto dessa luz, que parecia uma bola de fogo, e que continuava a girar, agora com mais velocidade. Ao saírem do bar, todos continuaram andando rumo às suas casas, mas estavam todos muito curiosos para ver o que era aquela bola de fogo. Na toada que se aproximavam da luz, ela parecia girar mais perto também, e o homem continuava a xingar e xingar cada vez mais alto.

A esposa de José chegou perto dele e lhe deu um sacolejo para que parasse de gritar, pois já estava tarde da noite. Quando ela o soltou, a luz misteriosa começou a 168 persegui-lo. Ele cambaleou e caiu, todos tiveram que ajudar a carregá-lo de volta para casa. Não se sabe o motivo, mas ele ficou uma semana de cama.

Não sabem até hoje de onde veio aquela luz, se tivesse aparecido apenas para os homens, poderia se pensar ser efeito do álcool, mas todas as mulheres também viram. Até hoje, comentam o fato e ficou a dúvida entre aqueles pessoas: de onde vinha e para onde ia aquela claridade que girava feito uma bola de fogo?

Emilly Cristina Silva faz parte de um grupo de alunos do 3º ano do Ensino Fundamental à 3ª série do Ensino Médio, que no ano de 2018, integrando um grupo organizado pela escritora Maria Mineira, com o apoio da Cooperativa Educacional de São Roque de Minas lançou em 2019: “Letras da Canastra- Cooperativa Educacional Escrevendo História”. Para adquirir um exemplar entre em contato pelo e-mail: [email protected]