Dia a Dia

Dê passos para a paz no trânsito – Parte 2

POR LUIZ GUILHERME WINTHER DE CASTRO

1 de março de 2021

Orientações ou conselhos aos motoristas de veículo automotor:

01) Conhecer e respeitar as leis do trânsito.

02) Manter o carro em perfeitas condições mecânicas.

03) Reduzir a velocidade ao passar por locais de grande movimentação de pedestres ou se existirem poças d’água. Assim, evita molhar e sujar as pessoas.

04) Sinalizar com a seta luminosa ou o braço quando precisar fazer conversão à esquerda ou direita, quando entrar ou sair de vagas de estacionamento (ou garagem também), e quando for mudar de faixa.

05) Na zona azul (estacionamento rotativo) deve-se respeitar o regulamento determinado.

06) Não ocupar o lugar de dois carros quando estacionar o seu carro. Aliás, já vi e tenho visto isso muitas vezes.

07) Estacionar nas vias fora do centro comercial, não perder tempo procurando vaga, ainda gastando combustível e se aborrecendo também. Procurar vias periféricas.

08) Em locais proibidos, nunca estacionar em fila dupla. Aliás, acredito que mesmo em locais não proibidos. Fila dupla é proibido fazer!

09) Se ingeriu bebida alcoólica, não dirigir. Uma regra muito desrespeitada, por sinal!

10) Usar a buzina, somente para evitar acidente e alertando pedestre ou outros condutores. Mesmo o pedestre estando errado, sua vida é sagrada.

11) Não avançar se o trânsito estiver parado no quarteirão à frente. Não fechar o cruzamento e nem avançar em faixa de pedestre.

12) Em dias chuvosos, a atenção deve ser redobrada, pois a pista de rolamento torna-se escorregadia, o perigo é maior.

13) A sinalização de trânsito é propriedade pública, portanto, ela deve ser conservada. Mas, há vândalos que insistem em danificá-las.

14) A faixa de pedestre é preferencial para ele, mesmo que mude o sinal e ele esteja atravessando, deve ser respeitado, pois, trata-se de vida humana.

15) Um condutor precisa ter uma postura digna e inerente ao ato de dirigir: calma, serenidade, solidariedade, responsabilidade.


Orientações ou conselhos para quem faz uso de ônibus:

01) Ficar afastado, em cima da calçada, para aguardar o ônibus. É uma questão de segurança até para não dar oportunidade para um tresloucado empurrar a pessoa quando está chegando o ônibus. Isso já aconteceu em estações de metrô.

02) Ao descer do ônibus, esperar que ele saia para atravessar a rua.

03) Não atravessar nem na frente e nem atrás do ônibus. É preciso esperar que ele saia, pois, a pessoa precisa ser vista por outros condutores. Se for um ponto final de ônibus, geralmente há caminhos seguros a seguir.

04) Gestantes, idosos, portadores de alguma deficiência física e mães com crianças no colo, sempre terão preferência nos assentos.


Orientações ou conselhos para transporte de crianças:

01) Crianças com até 10 anos devem ser levadas no banco traseiro do veículo e presas por cinto de segurança.

02) Crianças bem pequenas colocá-las em cadeirinhas apropriadas, presas por cinto de segurança e no banco traseiro. A segurança é maior do que levadas no colo de alguém.

03) O cinto de segurança não pode ter folga maior que três dedos. A parte inferior do cinto deve estar apoiada na parte abdominal (ou barriga, como queiram) e a parte diagonal não deve encostar no pescoço ou rosto.

04) O Sistema de Transporte Escolar é uma modalidade de transporte para levar e buscar as crianças na escola. Sendo particular esse serviço, é melhor certificar-se da idoneidade do transportador e das condições de uso do veículo. No caso de ser público, geralmente das prefeituras, a responsabilidade é delas. Mesmo assim, percebendo-se alguma irregularidade é preciso notificar a quem de direito.

05) Nunca levar uma criança no colo, mesmo estando no banco traseiro. No caso de uma colisão a criança será prensada no banco da frente ou se estiver no banco dianteiro será prensada contra o painel. As consequências serão desastrosas.

06) Se fumar dentro do veículo, o que nunca deveria ser feito, não jogue as cinzas pela janela. Com o vento, elas poderão atingir quem está no banco traseiro, que poderá até ser um filho seu.

07) Para sair do carro, as crianças devem sempre sair pelo lado da calçada, é mais seguro. Mesmo que seja parar na contramão, não há como ser considerada a atitude como infração de trânsito, é questão de segurança, deve prevalecer o bom senso. É inseguro descer no meio da pista. Não pode é estacionar! 08) Ao levar as crianças à escola, nunca parar em fila dupla. É uma atitude contrária à educação que a pessoa dá ao filho e ainda atrapalha os outros no trânsito.

LUIZ GUILHERME WINTHER DE CASTRO, professor de oratória e de técnica vocal para fala e canto em Carmo do Rio Claro/MG, ex-professor do ensino comercial com reg. no MEC, formado no Curso Normal Superior pela Unipac.