Dia a Dia

A lei do sucesso Parte 2 (final)

LUIZ GUILHERME WINTHER DE CASTRO

12 de junho de 2021

Não há orgulho ferido, apenas lições de vida. – O orgulho tem mais de um sentido, é claro! Se disser que sinto orgulho de minha filha, genro e netos, por estarem no bom caminho e serem pessoas confiáveis, estou usando a palavra para o bem. No lado oposto, ser orgulhoso, no sentido de soberbo, se sentir melhor e mais importante que os outros, menosprezando a todos, já é uma péssima qualidade. Aqui, entendemos que o tal orgulho seja no bom sentido. A pessoa tem orgulho do trabalho que faz, das boas intenções que tem, do bem que está fazendo. De repente, aparece um “espírito de porco” para criticar, para colocar defeitos que não existem, para menosprezar e com más intenções mesmo! A outra pessoa, agredida de tal forma, não deverá se sentir ofendida. Deverá receber tudo isso com serenidade e entender que a vida nos dá lições, às vezes, desagradáveis até. O caminho é ter orgulho do que faz de bom.

Não existem comodismos, apenas rápidos descansos. – Ninguém tem o direito de se esconder no comodismo, pois ele é o comportamento de quem deseja se eximir de sua responsabilidade. É um comportamento egoísta, egocêntrico, que busca apenas a própria satisfação. É comportamento de quem procura se livrar ou se esconder das dificuldades. Em momentos de cansaço, de esgotamento, dar uma pausa, relaxar, é inevitável e necessário, mas, que tal descanso seja moderado, com tempo limitado, o suficiente para retomar as energias.

Não existem fracassos, apenas sucesso dos outros. – Como entender tal conselho? Acredito que quando alguém se julga fracassado, essa ideia, esse comportamento de derrotado, inevitavelmente, leva a pessoa o observar os outros que conseguiram sucesso. A pessoa pensa e diz: ” – Como eles têm sucesso e eu não consigo? Onde eu errei, qual foi o meu pecado?” Se algo não andou bem, não adianta chorar o leite derramado, como se diz sempre. É preciso observar, estudar, descobrir o que não deu certo, consertar, traçar novos planos ou caminhos e tocar em frente. Fracassos servem de experiência e o sucesso alheio poderá ser meu também. Poderei me espelhar no sucesso de outro, é claro!

Na lei do sucesso, só vale quem acredita que nasceu para vencer, porque a vida só leva para o futuro quem sabe viver. – Sucesso é o que todos nós almejamos, não apenas na vida profissional, mas, principalmente na vida pessoal. Desde que nascemos, nossa vida segue um caminho que está sempre indicando o nosso bem. Há aqueles que têm a “sorte” de nascer em berços com muitos recursos, com muita saúde e tendo ao seu dispor, desde o primeiro dia de vida, tudo o que precisam e depois o que desejam. Há também os desafortunados, que nascem repletos de carências materiais e afetivas. Ainda existem os que nascem com problemas de saúde, algumas irregularidades, hoje considerados os que têm necessidades especiais. Se forem de famílias com recursos, eles conseguem ter o carinho e as necessidades atendidas com melhor qualidade. Se muito pobres, dependerão das entidades sociais especializadas no atendimento dessas pessoas e geralmente são entidades que também precisam de recursos governamentais. Bem, tirando essas simples e modestas elucubrações iniciais, pois nem todos nascem em iguais condições, vamos ao conselho. Diz ele que na lei do sucesso, só quem acredita que nasceu para vencer poderá conseguir o sucesso.

Ela, a “lei”, vale para a pessoa que acredita no sucesso, luta por ele e enfrenta todas as adversidades que se colocarem em seu caminho. Sempre haverá pedras nas estradas, sempre haverá empecilhos, problemas, algumas derrotas até, como já mencionamos anteriormente. Mas, a fibra, a força, a vontade de vencer, serão sempre fatores que levarão as pessoas ao porto seguro que procuram. Essas pessoas, lutadoras, desbravadoras, são pessoas que sabem viver, encaram a vida do jeito que ela é e como deve ser vivida. Como diz o conselho, a vida só leva para o futuro quem sabe viver, mas, para um futuro glorioso, de sucesso e principalmente, de felicidade. Pensemos em tudo isso!

 

LUIZ GUILHERME WINTHER DE CASTRO, professor de oratória e de técnica vocal para fala e canto em Carmo do Rio Claro/MG, ex-professor do ensino técnico comercial formado no Curso Normal Superior pela Unipac. E-mail: [email protected]