Coluna MG

Região Norte terá cirurgias eletivas

19 de fevereiro de 2021

O Norte de Minas ficou fora da proibição de cirurgias eletivas para pacientes do Sistema Único de Saúde, como foi determinada pelo Estado. Desde sábado que a Secretaria Estadual de Saúde determinou, a suspensão de cirurgias eletivas não essenciais para as redes pública e privada contratada e conveniada com o Sistema Único de Saúde (SUS) nas macrorregionais Centro, Jequitinhonha, Leste do Sul, Noroeste, Triângulo do Norte, Triângulo do Sul e Vale do Aço. A medida não se aplica a paciente cardíaco ou oncológico de maior gravidade. (Gazeta Norte Mineira- Montes Claros)


O que você também vai ler neste artigo:

  • Matozinhos tem 62 desabrigados
  • Santa Rita se filia a consórcio
  • Movimento recorre a ministro
  • JF avança para onda amarela
  • Poços investe em mobilidade
  • Hospital terá novos leitos de UTI

Matozinhos tem 62 desabrigados

A quarta-feira de cinzas deixou dezenas de desabrigados em Matozinhos. De acordo com a 5ª Companhia de Bombeiros de Sete Lagoas, devido às fortes chuvas na região na madrugada de quarta, 17, famílias ficaram desabrigadas no bairro Liberdade, em Matozinhos. Os militares foram acionados para auxiliar na retirada de moradores do local. A região sofreu com um grande alagamento, sendo que 25 residências foram atingidas, deixando um saldo de 62 pessoas desabrigadas. (Sete Dias – Sete Lagoas)

Santa Rita se filia a consórcio

O prefeito de Santa Rita de Jacutinga, Alexsandro Landim, esteve em Viçosa, onde assinou o termo de intenção de filiação ao Consórcio Intermunicipal de Saneamento Básico da Zona da Mata de Minas Gerais, o Cisab Zona da Mata. A entrada no consórcio vai possibilitar ao município melhor qualidade do abastecimento de água à população. (Jornal Panorama – Baependi)

Movimento recorre a ministro

Integrantes do Movimento Pró-Furnas, Alago e lideranças políticas dos lagos de Furnas e Mascarenhas de Moraes estão recorrendo ao ministro Tarcísio Gomes de Freitas, da Infraestrutura, para tentar resolver o problema do baixo nível dos lagos. Num ofício de 3 laudas, essas lideranças explicam que decisões do Ministério e do Departamento Nacional de Infraestrutura estão prejudicando e usurpando do povo mineiro o direito ao Uso Múltiplo das Águas. Eles pedem a correção dos fatos relacionados à obra de derrocamento do Pedral de Nova Avanhandava, cuja execução prevista para terminar em 2019, foi iniciada em 2017, com verbas federais e do governo de São Paulo. (Nova Imprensa – Formiga)

JF avança para onda amarela

A Prefeitura Municipal anunciou que a cidade vai avançar para a onda amarela do programa municipal “Juiz de Fora pela Vida”, que estabelece regras e protocolos para o enfrentamento à pandemia da Covid-19 na cidade e também para o funcionamento do setor produtivo, como o comércio e o serviço. Com a mudança na classificação do município, deve ser permitida a retomada do consumo interno em bares e de atividades de clubes sociais. Com relação aos bares, no dia 28 de janeiro, a PJF publicou alterações no decreto que criou o programa Juiz de Fora pela Vida, publicado no dia 26 do mesmo mês. (Tribuna de Minas- Juiz de Fora)

Poços investe em mobilidade

Uma parceria entre o DME, prefeitura, a PUC Minas e o IFSuldeMinas deu início ao projeto “Poços+Inteligente”, com foco na mobilidade elétrica e que vai trazer para a cidade, entre outras novidades, eletropostos, bicicletários elétricos e pesquisas em sistemas de mobilidade menos poluentes. A iniciativa faz parte de uma seleção de 30 projetos de todo o país aprovados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Mesmo com a pandemia, neste primeiro ano do projeto, a equipe de pesquisadores das instituições envolvidas conseguiu realizar diversas ações. (Jornal Mantiqueira- Poços de Caldas)

Hospital terá novos leitos de UTI

O Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU) vai abrir 18 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Uberlândia nesta semana. A informação foi confirmada pelo secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Carlos Eduardo Amaral, agora há pouco, em entrevista coletiva concedida à imprensa na Associação Comercial e Industrial de Uberlândia (Aciub).

Rede de Notícias do Sindijori MG