Coluna MG

Prefeitura investiga armazenagem

11 de Maio de 2021

A Prefeitura Municipal de Araguari abriu sindicância investigativa para apuração da conduta de servidor que poderá concluir a configuração de infração disciplinar noticiada. O caso foi registrado em processo administrativo da Secretaria Municipal de Saúde e Vigilância Epidemiológica, relatando a inviabilização de 90 doses intactas de vacinas da AstraZeneca, contra o novo coronavírus. Os imunizantes estavam armazenados em sala refrigerada do departamento de epidemiologia. (Gazeta do Triângulo – Araguari)


O que você também vai ler neste artigo: 

  • Reunião discute Socioeducativo
  • Tiradentes lança cartilha
  • UFJF busca voluntários
  • Mel produzido no norte é destaque
  • Ministério habilita 10 leitos de UTI

Reunião discute Socioeducativo

Diretores do Centro Socioeducativo (CSE) de Ipatinga, se reuniram para discutir a respeito de ações e parcerias que visam o desenvolvimento das medidas socioeducativas utilizadas no município, permitindo a ressocialização dos menores internos; além de demandas relacionadas à educação, esporte, oportunidades de emprego e profissionalização. Para mais, representantes dos órgãos Executivo e Legislativo também participaram do encontro, que ocorreu no Espaço Qualifica, localizado na região central da cidade. (Diário do Aço – Ipatinga)

Tiradentes lança cartilha

Com o intuito de fomentar o turismo de forma responsável e consciente na histórica cidade, a Prefeitura de Tiradentes, por meio da Secretaria de Turismo, Cultura, Esporte e Lazer, lançou no dia 8 de maio uma cartilha com orientações e os principais protocolos que o município adotou para o enfrentamento da pandemia, fazendo com que Tiradentes seja um destino de viagem segura. O material traz informações de protocolos de segurança, de acordo com a curva de casos de Covid-19 na região, conforme determinação do programa Minas Consciente, do Governo do Estado de Minas Gerais. (Jornal Panorama – Baependi)

UFJF busca voluntários

Após a primeira fase da pesquisa desenvolvida pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) para testes da vacina BCG no combate à covid-19, o projeto segue para a segunda chamada de voluntários, dessa vez ampliando o rol de participação. O estudo é desenvolvido em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e consiste no acompanhamento de voluntários vacinados para avaliar sua eficácia contra o agravamento nos quadros do coronavírus. Uma vez selecionados, os participantes serão acompanhados ao longo de seis meses. A participação no estudo não impede que os voluntários tomem a vacina contra a doença nos próximos meses. (Tribuna de Minas – Juiz de Fora)

Mel produzido no norte é destaque

Representantes do comércio de países como Polônia e República Checa querem importar mel do Norte de Minas e pediram uma amostra do que é produzido na região para ser apreciado, após conhecerem a cadeia produtiva do produto. A Cooperativa do Mel de Bocaiuva participou de um encontro internacional realizado pelo Estado de Minas Gerais com participantes de 24 países do centro-leste europeu; sendo que evento visou estabelecer canais de comunicação, prospectar mercados e abrir novos canais de comercialização para os produtos da apicultura mineira. (Gazeta Norte Mineira Montes Claros)

Ministério habilita 10 leitos de UTI

Respondendo à solicitação registrada no mês de janeiro, o Ministério da Saúde publicou uma portaria que habilita dez leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto no Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Pará de Minas, para o tratamento de pacientes com covid-19. De acordo com o órgão, a autorização tem caráter emergencial e temporário, sendo mais uma ação de apoio dos municípios para reforço do Sistema Único de Saúde (SUS) para o enfrentamento da pandemia. A partir da publicação, o custeio destes leitos será de responsabilidade do Ministério da Saúde, e não mais do Governo de Minas Gerais. (Jornal Pará de Minas)

Rede de Notícias do Sindijori MG