Coluna MG

Prefeitura divulga protocolos

20 de Maio de 2021

A Prefeitura de Juiz de Fora divulgou documentos com os protocolos sanitários, para orientações a respeito de uma possível retomada das atividades de ensino na modalidade presencial no município. O material foi produzido por um grupo de trabalho criado para definir as medidas para o retorno seguro das instituições de ensino vinculadas à rede municipal. Segundo o Ministério Público de Minas Gerais, embora o planejamento tenha sido divulgado, não houve avanço entre gestores do município e os promotores de Justiça. (Tribuna de Minas – Juiz de Fora)


O que você também vai ler neste artigo: 

  • Professores lançam livro
  • Refugiada narra sua vida
  • Nova paralisação na BR-050
  • Escritor é recebido por vice-presidente
  • Ubaporanga vai investir R$7 mi

Professores lançam livro

O “Serviço Social e Debates Contemporâneos: trilhando reflexões para o trabalho e a formação profissional” é o tema do livro que será publicado neste sábado 22, e que conta com a participação do professor do Departamento de Política e Ciências Sociais da Universidade Estadual de Montes Claros, Diego Tabosa da Silva, e de Adriana Severo Rodrigues, Maicom Marques de Paula e Ronaldo Alves Duarte, docentes da Universidade Estadual de Minas Gerais. De acordo com os autores, o principal intuito da obra é promover reflexões sobre políticas sociais e direitos humanos, em profissionais e estudantes de Serviço Social. (Gazeta Norte Mineira – Montes Claros)

Refugiada narra sua vida

Produzido e gravado em Pará de Minas, o documentário “Longe de Casa, Dentro de Mim” vai contar a história da artista angolana, Beatriz Valdez, e de sua família, que chegou no Brasil aos 35 anos, em 1975, como refugiados de guerra na África. O longa-metragem, que já está em processo de edição e em breve terá estreia marcada em algumas plataformas e festivais, foi produzido pela roteirista Carmélia Cândida, o diretor e roteirista José Roberto Pereira, e o diretor de fotografia, Guto Aeraphe. O filme traz uma reflexão sobre a contribuição dos refugiados para a formação da arte e da cultura brasileira. (Jornal Pará de Minas)

Nova paralisação na BR-050

A conclusão das obras do viaduto de passagem inferior na BR-050, próximo ao Recreio dos Bandeirantes, em Uberaba, foi adiada novamente. A previsão era que o serviço chegasse ao fim em março, no entanto, os serviços estão suspensos. Sobre o assunto, a Prefeitura Municipal informou que a paralisação se deu porque a empresa responsável pelos trabalhos aguarda um aditivo no valor do contrato, o qual ainda não foi estabelecido e, logo, não há previsão para a continuidade das construções. Em nota, a Secretaria de Serviços Urbanos e Obras informou que a empresa solicitou reajuste no valor contratual porque alguns itens não foram contemplados no levantamento inicial. (Jornal da Manhã – Uberaba)

Escritor é recebido por vice-presidente

O escritor de Araguari, Edmar César, esteve em Brasília e foi recebido pelo vice presidente da República, Antônio Hamilton Martins Mourão. O encontro ocorreu no Anexo II do Palácio do Planalto, localizado na Praça dos Três Poderes, visto que o autor foi até a capital para divulgar seu livro, intitulado “Estrada de Ferro de Goyaz – As Fitas de Aço da Integração”. Para mais, César foi capitão veterano do Exército e serviu com o Mourão em 2006/2007, assessorando-o quando comandava a Brigada Ararigbóia, em São Gabriel da Cachoeira. Na ocasião, também esteve presente o diretor de Infraestrutura Ferroviária do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit), Marcelo Almeida Pinheiro Chagas. (Gazeta do Triângulo – Araguari)

Ubaporanga vai investir R$7 mi

A Prefeitura Municipal de Ubaporanga divulgou que vai investir, aproximadamente, R$7 milhões no setor de educação. De acordo com as informações, o atual prefeito, Gleydson Delfino, e a Secretária de Educação, Flávia do Val, se reuniram com membros da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE-MG) e solicitaram recursos para a cidade, por meio da apresentação de documentos que indicam a real situação da categoria. A verba deve ser utilizada conforme definido no plano de ação, que inclui a construção e reforma de instituições de ensino, além da aquisição de móveis e equipamentos de informática, garantindo melhores condições de assistência aos alunos. (Diário de Caratinga)

Rede de Notícias do Sindijori MG