Coluna MG

Preço gera protesto em Itabira

27 de fevereiro de 2021

Na noite de quinta-feira, 25, motoristas e motociclistas itabiranos realizaram um protesto em vários dos principais pontos da cidade. A revolta é a mesma: a alta do combustível. No entanto, os postos de combustíveis da cidade ainda registram movimentação tranquila. Caminhoneiros do transporte de combustíveis de Minas Gerais, deflagraram uma greve em protesto contra a alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o óleo diesel em Minas. (De Fato – Itabira)


O que você também vai ler neste artigo:

  • Câmara rejeita projetos
  • Juiz de Fora terá voos para SP
  • Poços terá 20 radares
  • PM usa waze em Uberaba
  • Acessibilidade para deficientes
  • Delivery afetado em Ituiutaba

Câmara rejeita projetos

A Câmara Municipal de Nova Serrana rejeitou durante a reunião das comissões permanentes os projetos de Lei decidindo pela maioria dos membros das comissões pela não redução do percentual e alteração do índice do reajuste de prefeito, secretário, vereadores e servidores públicos municipais. Apenas um dos cinco vereadores da base votou favorável a tramitação do projeto, mesmo a pauta sendo de autoria e interesse do próprio executivo municipal. (O Popular – Nova Serrana)

Juiz de Fora terá voos para SP

A VoePass deve operar voos entre a Zona da Mata e São Paulo a partir de 8 de março. A expectativa é de que a companhia assuma as operações realizadas pela Gol Linhas Aéreas no Aeroporto Presidente Itamar Franco. A operação foi divulgada pelo perfil oficial da unidade aeroportuária, localizada entre Goianá e Rio Novo. “A partir do dia 8 de março, a @voepassoficial iniciará suas operações no Aeroporto Presidente Itamar Franco com destino ao Aeroporto de Guarulhos (SP). Desde junho do ano passado, a VoePass – antiga Passaredo – e a Gol mantêm parceria na atuação de voos regionais, e estariam interessadas em ampliar o acordo. (Tribuna de Minas – Juiz de Fora)

Poços terá 20 radares

O Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) lançou edital de licitação, na modalidade pregão eletrônico, para escolha da empresa que vai operar o sistema de monitoramento de 995 radares nas rodovias do Estado. Em Poços de Caldas, serão 20 pontos de radares, sendo 19 redutores eletrônicos de velocidade e um controlador eletrônico de velocidade. Atualmente, o DER-MG tem 469 radares ativos, mas o contrato atual vence em 2021. Por esse motivo, o edital prevê a manutenção dos 469 aparelhos em funcionamento e a implantação de outros 526. (Jornal da Mantiqueira – Poços de Caldas)

PM usa waze em Uberaba

A Polícia Militar de Minas Gerais em Uberaba utilizará o aplicativo Waze para orientar a população na cidade, em períodos chuvosos, para que as pessoas adotem rotas alternativas seguras, fornecidas pelo aplicativo, desviando-as dos locais alagados e inundados. O aplicativo contará com a parceria das emissoras de rádio. A parceria permitirá o fortalecimento da orientação e conscientização da população para que utilizem o aplicativo, adotem medidas de autoproteção em períodos chuvosos. (Jornal de Uberaba)

Acessibilidade para deficientes

O Conselho dos Deficientes e a Coordenadoria dos Deficientes de Montes Claros se reuniram com o vice-prefeito de Montes Claros, Guilherme Guimarães, para discutir a falta de acessibilidade e pedir a execução da Lei que especificamente define normas para as calçadas na cidade. Os membros do Conselho mostraram ao vice-prefeito as dificuldades apresentadas pelas calçadas em Montes Claros, tanto para os deficientes como para idosos e mulheres grávidas, pois além de ser calçada sem uniformidade, ainda apresentam muitos obstáculos. (Gazeta Norte Mineira – Montes Claros)

Delivery afetado em Ituiutaba

Um novo decreto com novas deliberações em Ituiutaba está afetando o comércio. Várias mudanças impedem que algumas classes trabalhem, o que gera bastante repercussão. Vários profissionais da área de delivery fizeram na manhã desta sexta-feira, 26, um manifesto na porta da Prefeitura Municipal de Ituiutaba com o objetivo principal de prolongar a jornada determinada pelo novo decreto, de 19 horas para 23 horas (apenas delivery).

Rede de Notícias do Sindijori MG