Coluna MG

Juiz anula eleição do Cisrun

8 de fevereiro de 2021

As eleições no Consórcio Intermunicipal da Rede de Urgência do Norte de Minas (Cisrun), que administra o Samu no Norte de Minas, foram parar na justiça. O juiz Francisco Lacerda Figueiredo, de Montes Claros, concedeu liminar anulando as eleições ocorridas no último dia 1º de fevereiro, ocasião em que o prefeito de São Romão, Marcelo Meireles, foi eleito com 36 votos, enquanto que o opositor Noberto Marcelino, prefeito de Claro dos Poções, obteve 23 votos. Motivo da anulação: o município de Santa Cruz de Salinas estava inadimplente e por isso não constava na relação de 49 cidades aptas a participar do pleito. (Folha Regional- Taioberas)


O que você também vai ler neste artigo:

  • MP investiga fila de vacinação
  • Poços lidera destinação de IR
  • MOC credencia bancos
  • Defensoria recomenda adiamento
  • Pains assume municipalização

MP investiga fila de vacinação

O Ministério Público foi acionado para apurar denúncias de fura-fila na vacinação contra a Covid-19 em Uberaba. A representação foi protocolada nesta quinta-feira, 4, pelo vereador Marcos Jammal junto à Promotoria estadual. No documento, o parlamentar cobra, inclusive, que seja exigida a divulgação diária pela Prefeitura da lista de pessoas imunizadas no município, sob pena de multa. Na representação, o vereador manifestou que existem diversas notícias de vacinação de pessoas em Uberaba que não fazem parte dos grupos prioritários para imunização contra a Covid-19. (Jornal de Uberaba)

Poços lidera destinação de IR

No ano de 2020, as doações do Imposto de Renda aos Fundos Municipais dos Direitos da Criança e dos Adolescentes (FDCA) e ao Fundo do Idoso (FI) no sul de Minas chegaram a R$1.932.497,83 e Poços de Caldas liderou a lista dos municípios com maior destinação, R$379.538,26. Segundo a Receita Federal, ano passado houve um acréscimo de R$124.221,74 no valor das doações em relação a 2019. Além de Poços as maiores destinações foram realizadas para os fundos das cidades de Alfenas R$144.196,30, Varginha R$139.775,09 e São Sebastião do Paraíso R$135.149,85. (Jornal Mantiqueira- Poços de Caldas)

MOC credencia bancos

Os bancos Bradesco e Caixa Econômica Federal foram credenciados pela Prefeitura de Montes Claros para recolhimento de tributos, impostos, taxas, dívida ativa, multas e demais receitas públicas devidas à municipalidade, através do Documento de Arrecadação Municipal. A secretária municipal de Planejamento e Gestão, Celeste Froes explica que essa publicação é porque os dois bancos pediram o credenciamento, mas outros bancos também estão autorizados a receberem esses impostos e taxas municipais. (Gazeta Norte Mineira- Montes Claros)

Defensoria recomenda adiamento

A Defensoria Pública do Estado de Minas Gerais (DPMG) recomendou à Prefeitura de Uberlândia o adiamento do retorno das aulas presenciais na cidade, mantendo o ensino na modalidade remota até a efetiva vacinação dos grupos de risco e dos profissionais de educação. A indicação leva em consideração o aumento do número de casos da Covid-19 no município. O Município tem até 48h para responder os questionamentos do órgão a partir do recebimento do documento. Nos últimos dias, o órgão recebeu diversas reclamações de professores da rede municipal. (Diário de Uberlândia)

Pains assume municipalização

A cidade de Pains é a primeira da região Centro-Oeste MG a assumir a municipalização do licenciamento ambiental. Desta forma, a cidade recebe vários municípios que necessitam da liberação de forma mais rápida. A cidade que tem a mineração como sua principal atividade econômica, tem como objetivo nesta ação de reduzir a sobrecarga do Estado na avaliação deste processo e impulsionar ainda mais a economia do município. Além de trazer agilidade ao processo de licenciamento, que geralmente é longo e lento, nas etapas de análise autorização, a municipalização também passa a ser competência do Município. (Jornal Cidade MG- Lagoa da Prata)

Rede de Notícias do Sindijori MG