Coluna MG

Divinópolis tem mais de 60%

25 de abril de 2020

Setenta casos confirmados. Cinco a mais em relação ao número divulgado na tarde desta quarta-feira, 22, um total de 65. Os números em Divinópolis não param de subir. Para se ter uma ideia de velocidade de confirmação, o aumento do dia 13 de março até esta quantidade desta quarta, chegou a 124%. Não é atoa que a cidade está entre as sete de Minas Gerais com amis de 60% dos casos confirmados de coronavírus, concentrados em apenas estes municípios. Os dados são da Secretaria de estado de Saúde (Ses). De acordo com a estatística da Ses, 800 dos 1.283 casos confirmados de covid-19 no estado são de moradores de Belo Horizonte, Juiz de Fora, Uberlândia, Nova Lima, Contagem, Divinópolis e Uberaba. (Portal Agora- Divinópolis)

Sindicato estima 15 mil demissões

Mais de 15 mil demissões já foram realizadas em Uberaba desde a última semana de março deste ano, quando os poderes públicos começaram a limitar e suspender o comércio por causa da pandemia de coronavírus. A estimativa é do Sindicato dos Contabilistas de Uberaba (Sindcont), que realizou um levantamento com os escritórios de contabilidade da cidade em reportagem da TV Integração. Com a reabertura do comércio em Uberaba, muita gente busca um recomeço. Para especialistas, o choque econômico deve provocar um impacto maior nos próximos meses. A fase pode ser encarada como de sobrevivência, com novas regras nas relações comerciais, nos hábitos de consumo e no posicionamento de mercado. (Jornal de Uberaba)

Disque começa a funcionar

Nesta quinta-feira, 23, começou a funcionar o sistema de atendimento Disque-coronavírus, resultado de parceria entre a Prefeitura e a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). O programa tem como objetivo esclarecer dúvidas em relação à Covid-19, orientando os usuários sobre como proceder em caso de suspeita da doença. O atendimento é gratuito e pode ser realizado pelo telefone (32) 3512-0768 ou pela plataforma Busco-Saúde. De acordo com o Departamento de Vigilância Epidemiológica da Prefeitura de Juiz de Fora, o serviço ajuda a evitar o atendimento hospitalar sem necessidade na cidade. A UFJF participou da integração do sistema e também da capacitação e treinamento dos profissionais de saúde envolvidos na plataforma. (Tribuna de Minas- Juiz
de Fora)

O projeto“Alô, Doutor”é lançado

A Prefeitura de Varginha em parceria com a Associação Médica lançou o projeto “Alô, Doutor”, o objetivo é oferecer atendimento médico gratuito por telefone. O intuito é evitar que a população se dirija para as unidades de saúde em tempos de pandemia. Casos que podem ser resolvidos sem sair de casa, vão ser solucionados pelo celular. O presidente da Associação Médica de Varginha, Adrian Bueno explica que “24 horas por dia 60 médicos estão à disposição de quem precisar fazer uma consulta. São esses médicos que vão orientar as pessoas se elas devem ir a um posto de saúde com atendimento presencial”. Os médicos são servidores municipais, mas não recebem hora extra pelo trabalho. (Correio do Sul- Varginha)