Coluna MG

Araguari recebe equipamentos

25 de fevereiro de 2021

Araguari recebeu diversos insumos e equipamentos necessários para a criação de leitos de UTI, bem como no tratamento de pacientes contaminados pela covid-19. Com o apoio de deputados regionais, foi possível viabilizar, junto ao Ministério da Saúde, dez monitores cardíacos, oito respiradores compatíveis com leitos de UTI e sete respiradores de transporte. (Gazeta do Triângulo- Araguari)


O que você também vai ler neste artigo:

  • Lei Seca traz prejuízos
  • Reinfecção é investigada
  • Rio Doce segue monitorado
  • Carangola tem 2.100 desalojados
  • Barbacena sem vacinas
  • Decreto libera atividades

Lei Seca traz prejuízos

Alguns municípios mineiros estão radicalizando a proibição da venda de bebidas alcoólicas, impondo prejuízos a empreendedores e à população de forma geral. Há casos em que é vedada de forma completa essa comercialização, como em Araxá. Para a Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), a medida é antijurídica e inconstitucional. O enrijecimento da medida é visto como desproporcional pela Fiemg, por trazer danos à sociedade. “O consumo dos produtos, em casa, não pode ser considerado um risco para a população”, afirma o presidente do Sindicato das Indústrias de Cerveja e Bebidas em Geral do Estado de Minas Gerais (Sindbebidas), Mário Marques. (Ascom Fiemg)

Reinfecção é investigada

O Estado divulgou o Boletim Epidemiológico Semanal Reinfecção Associada à Covid-19, que informa a distribuição da classificação final dos casos notificados por regional e município de residência. São pessoas com dois resultados positivos de RT-PCR em tempo real para o vírus Sars-CoV-2, com intervalo igual ou superior a 60 dias entre os dois episódios de infecção respiratória. Dentre os municípios citados com notificações estão Caratinga, com um caso em investigação e um caso inconclusivo e Manhuaçu, que também investiga a situação de um paciente. (Diário de Caratinga)

Rio Doce segue monitorado

A Prefeitura de Governadores Valadares por meio da Defesa Civi, informou que o rio Doce chegou a 2,16m na madrugada de terçaf-feira, mas deve estabilizar na cota de 2,10m na régua do Saae durante todo o dia, caso não chova nas cabeceiras. O comunicado também ressalta a importância dos moradores de localidades onde têm histórico de alagamento em caso de cheia do rio, que fiquem atentos à comunicação oficial do município, já que a Defesa Civil segue fazendo o monitoramento. (Diário do Rio Doce- Governador Valadares)

Carangola tem 2.100 desalojados

O município de Carangola chegou a 2.139 desalojados e 45 desabrigados após ter registrado fortes chuvas no último fim de semana. A atualização dos números de pessoas afetadas foi confirmada pela Defesa Civil. Além dos alagamentos e estragos, Carangola ficou com o abastecimento de água comprometido. Na rede social, o diretor do Serviço Municipal de Saneamento Básico e Infraestrutura, Vitor Hugo Cosenza Neves, informou que o órgão realiza trabalhos para regularizar a situação ainda nesta semana. (Gazeta de Muriaé)

Barbacena sem vacinas

A vacinação contra a Covid-19 continua em Barbacena, mas restam pouco mais de 800 doses, que são as remanescentes da semana passada, e a previsão é que a imunização seja suspensa. Segundo a chefe da Vigilância em Saúde de Barbacena, Andressa Duque, as doses devem se esgotar ainda esta semana ou, no máximo, no início da semana que vem e serão direcionadas para completar a vacinação dos idosos acima de 90 anos e continuar a dos profissionais da saúde. (Folha de Barbacena)

Decreto libera atividades

O prefeito Sérgio Azevedo assinou decreto municipal de Liberdade Econômica. A cerimônia aconteceu no Palace Hotel e contou com a presença do vice-governador Paulo Brandt e do secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico Fernando Passalio, além do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico Thiago Mariano, que também assinou o decreto. Com a publicação do documento municipal, a prefeitura está facilitando a vida de quem deseja empreender. A ação municipal está em consonância com o Programa Minas Livre para Crescer, lançado pelo governo do Estado em dezembro de 2019. (Jornal Mantiqueira- Poços de Caldas)

Rede de Notícias do Sindijori MG