Coluna MG

Emplacamento no Estado registra queda

COLUNA MINAS GERAIS

7 de outubro de 2021

Os emplacamentos de veículos em Minas Gerais continuam apresentando resultados negativos em função da falta de componentes eletrônicos e outros insumos. De acordo com o levantamento da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), em setembro, apenas o segmento de motocicletas apresentou alta em relação a agosto. Os demais (automóveis e comerciais leves, caminhões, ônibus, implementos rodoviários e outros) tiveram queda de até 25,94% dependendo do segmento. Com isso, o Estado encerrou o último mês com uma retração de 17,11% nos emplacamentos frente a agosto. (Diário do Comércio – Belo Horizonte)

Centro de atendimento encerra atividades

Diante da diminuição dos casos de covid-19, assim como dos níveis de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), a administração de Ipatinga informa que decidiu nesta semana desativar o Centro de Atendimento à Covid-19 (Ceac), no antigo Restaurante Popular, reformado e preparado emergencialmente para acolher pessoas com sintomas leves de síndrome gripal e suspeita de contágio com a doença. A unidade encerrará os atendimentos relacionados à pandemia na sexta-feira, 08. A redução no número de atendimentos desde a inauguração da unidade de apoio, que ocorreu em 26 de abril de 2021, também serviu para fundamentar a decisão da administração. (Diário do Aço – Ipatinga)

Dia da criança anima comércio de Uberlândia

A busca pelos presentes para o Dia das Crianças deve movimentar as lojas de Uberlândia e reaquecer o comércio. Segundo uma pesquisa realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Uberlândia, 64% dos consumidores planejam ir as compras e 89% deles estão dispostos a gastar até R$100 por presentes. O cenário aponta para uma perspectiva melhor do que a vivenciada pelos comerciantes no ano passado, conforme explica a superintendente da CDL Uberlândia, Lécia Queiroz. “É uma data muito importante, que movimenta uma grande parte das famílias para presentear. Como o cenário da pandemia está favorável, a gente já enxerga com positividade o aumento do consumido”, destacou. (Diário de Uberlândia)

Interdição de salas cirúrgicas

A Câmara Municipal de Juiz de Fora recebeu vários representantes da Secretaria de Saúde da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) para debater a situação da prestação do serviço no Hospital Geraldo Mozart Teixeira (HPS). Durante o encontro, o vereador Sargento Mello Casal apresentou um documento assinado pelo chefe do Serviço de Anestesiologia, o médico Leandro Cesário Raso, que relatou a interdição de duas das três salas de operação do centro cirúrgico, comprometendo procedimentos no aparelho de saúde. No documento enviado aos vereadores, o médico pontuou que, por determinação do Conselho Federal de Medicina, cada sala de cirurgia deve dispor de um aparelho de anestesia e um monitor multiparâmetros. (Tribuna de Minas – Juiz de Fora)

Força tarefa conclui investigação

Terminaram, no fim de semana, os trabalhos da força tarefa para investigação da ocorrência de febre amarela em primatas não humanos no Norte de Minas. Durante 12 dias, os técnicos percorreram zonas rurais de localidades limítrofes dos municípios de Ubaí e Icaraí de Minas onde, em agosto, foi constatada a morte de macacos vítimas da febre amarela. Também ocorreram epizootias em Luislândia e no distrito de Serra das Araras, no município de Chapada Gaúcha. Mosquitos do gênero Sabethes, vetor da febre amarela, e vísceras de macacos encontrados mortos em Jequitaí, Coração de Jesus e em São João do Pacuí foram enviados para análise no laboratório da Funed, em Belo Horizonte. (Gazeta Norte Mineira – Montes Claros)