Coluna MG

Ranking de mortalidade

1 de abril de 2021

A cidade de Montes Claros caiu de quarto para sétimo lugar, no ranking das melhores taxas de mortalidade por causa da Covid-19, em pesquisas realizadas pelo Instituto Macroplan entre as 100 maiores cidades. No dia 11 de março, a pesquisa mostrou a cidade em quarto lugar nacional, com a taxa de 84,2, ficando atrás apenas de Petrolina, em Pernambuco, com 58,7; Taubaté, em São Paulo, com 72,4 e, depois, Ribeirão das Neves, em Minas, com 80,3. Porém, na nova pesquisa, com dados do dia 23 de março, Montes Claros aparece em sétimo lugar, com taxa de 102,1. (Gazeta Norte Mineira- Montes Claros)


O que você também vai ler neste artigo:

  • Ouro Preto volta à Amig
  • Mês que mais gerou emprego
  • Parque receberá R$ 93 milhões
  • Hospital vai ampliar leitos
  • Pará de Minas enfrenta surto
  • Multa poderá chegar a R$ 100

Ouro Preto volta à Amig

Há oito anos Ouro Preto deixou de fazer parte da Amig – Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais, por conta de dívidas, mas na reunião que ocorreu recentemente, por decisão d prefeito Angelo Oswaldo, a cidade foi reintegrada a fim de garantir melhorias. A Associação foi fundada em 1989 e representa as cidades que desenvolvem atividade mineral junto aos poderes públicos. Os objetivos da associação são garantir geração de investimentos e na construção do desenvolvimento sustentável. (Jornal O Liberal- Itabirito)

Mês que mais gerou emprego

Uberaba seguiu em fevereiro a tendência apresentada no primeiro mês do ano e voltou a ter saldo positivo na geração de empregos. No segundo mês do ano, a cidade abriu 933 novas vagas formais de trabalho, segundo divulgou nesta terça-feira, 30, o cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) da Secretaria do Trabalho, Emprego e Renda do Ministério da Economia. Nos 28 dias de fevereiro foram contratados 3.699 trabalhadores com carteira assinada na cidade, enquanto foram registradas 2.766 baixas. (Jornal da Manhã- Uberaba)

Parque receberá R$ 93 milhões

O Parque Estadual do Rio Doce, localizado na região do Vale do Aço, irá receber R$ 93 milhões em investimentos em infraestrutura e melhoria no combate a incêndios, garantindo a preservação dos recursos naturais e da biodiversidade do parque. A unidade de conservação é a primeira criada pelo Governo de Minas e abriga a maior reserva de Mata Atlântica do Estado. Estão previstos investimentos de infraestrutura no parque. (Diário do Rio Doce- Governador Valadares)

Hospital vai ampliar leitos

O Município de Divinópolis, toda a região e até mesmo o Estado passam por uma situação delicada no sistema de saúde, beirando um colapso assistencial, com níveis de superlotação dos hospitais nunca vistos anteriormente. Diante disso, a Secretaria Municipal de Saúde, através de seu representante, solicitou à Superintendência Regional de Saúde a ampliação de leitos de Hospital Campanha covid – 19 em Divinópolis. O requerimento foi acatado e, assim, o Hospital passou de 25 para 30 leitos de UTI Adulto Covid, e de 12 Enfermarias Adulto Covid para 32 leitos de suporte de ventilatório, mantendo-se as 08 enfermarias pediátricas para tratamento da mesma doença.(Gazeta do Oeste- Divinópolis)

Pará de Minas enfrenta surto

Mesmo enfrentando tempos difíceis devido ao novo Coronavírus, Pará de Minas convive com o agravamento de outra doença: a Dengue. Transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, a cidade apresentou o índice alarmante de 5.4 no último LIRAa – Levantamento Rápido de Infestação do Aedes aegypti, realizado entre os dias 08 e 12 de março. Isso representa a proliferação do inseto que pode causar ainda Chikungunya, Zica e Febre Amarela. Com o tempo quente e as recentes chuvas que ocorreram na cidade, os focos do mosquito têm o ambiente perfeito para se reproduzirem e causar muitos danos. (JC Notícias- Pará de Minas)

Multa poderá chegar a R$ 100

O projeto de lei n. 33/2021, em análise pelas comissões permanentes da Câmara, determina a aplicação de multa administrativa nos casos de descumprimento do uso obrigatório de máscara de proteção das vias aéreas. A matéria, de autoria do vereador Tiago Braz (Rede) e assinado por vários outros vereadores, será votado em regime de urgência na próxima semana. O pedido de urgência foi aprovado nesta terça-feira, 30. Segundo Tiago Braz, a expectativa é que a norma esteja em vigor o mais breve possível. (Jornal Mantiqueira- Poços de Caldas)

Rede de Notícias do Sindijori MG