Cinema Destaques

Egresso da Uemg tem filme premiado no Festival Cawcine

Por Adriana Dias / Redação

18 de novembro de 2021

De acordo com Lucas Oliveira, o documentário é o resultado de seu Trabalho de Conclusão do curso de Jornalismo, em março de 2021./ Foto: Reprodução.

O egresso do curso de Jornalismo da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg) Unidade Passos Lucas Oliveira de Jesus, 23 anos, natural de Guarujá-SP, teve o seu curta-metragem ‘Quanto Vale a Vida no Mangue’ como vencedor na categoria Melhor Filme Ambiental no 12° Festival Multicultural Cawcine, no Rio de Janeiro.

De acordo com Lucas Oliveira, o documentário é o resultado de seu Trabalho de Conclusão do curso de Jornalismo, em março de 2021. Teve como orientador o professor mestre Jean Carllo de Souza Silva. Contou ainda com o apoio do Instituto Sócio Ambiental e Cultural da Vila dos Pescadores, de Cubatão-SP, onde o filme foi gravado. Além destes, o estudante foi apoiado por Élio Lopes dos Santos, da Universidade Santa Cecília (Unisanta) de Santos-SP.

“O curta-metragem ‘Quanto vale a Vida no mangue’ ainda recebeu a indicação nas categorias Melhor Roteiro de Documentário, Melhor Edição de Documentário, Melhor Narração de Documentário e Melhor Pesquisa de Documentário. Além deste festival, o curta-metragem foi selecionado nas Mostras Audiovisuais online da plataforma ‘Em Curtas’ e do canal ‘VRT Channel”, explicou o jovem.

O trabalho de Lucas Oliveira, que atualmente é responsável pelo departamento de Marketing e Publicidade da Santa Casa de Passos, levou 3 meses para ser produzido e tem 23 minutos de duração. Sobre a escolha do tema, ele explicou à reportagem que sempre teve uma paixão muito grande por cinema documental e decidiu fazer sobre essa temática por conhecer os ataques ambientais que atingem o povo que depende da pesca.

O vídeo documentário, segundo Lucas Oliveira expõe relatos de pescadores e representantes da comunidade sobre os impactos ambientais que atingem diariamente a população que vive às margens do manguezal do Rio Casqueiro e tem a pesca como seu principal sustento. Através deste produto analisamos como a iniciativa privada do Porto de Santos prejudica o meio ambiente e a vida humana durante seu processo de expansão.

Questionado sobre como foi saber ter sido vencedor, o jornalista disse ter sido uma surpresa a indicação.

“Já ser vencedor nesta categoria, eu realmente não esperava. Ainda mais por ser uma produção totalmente individual e independente sem nenhum financiamento”, assegurou.

Para Jean Carllo, que também é o coordenador do curso de Jornalismo da Uemg, é uma alegria para todos do curso saber que o documentário produzido e dirigido pelo Lucas Oliveira tenha vencido o Cawcine.

Esse documentário é o resultado do Trabalho de Conclusão de Curso dele, alegremente orientado por mim, e que foi apresentado e defendido em 2021 diante de uma banca de professores que muito elogiaram a produção. Portanto, de algum modo, esse prêmio também indica a qualidade do nosso curso e do seu corpo docente. Mas ele é, sobretudo, a prova da trajetória singular de dedicação deste brilhante aluno durante a sua graduação”, salientou o coordenador.

Festivais

O Festival Cawcine é uma obra carioca multicultural nacional de cinema independente realizado pelo CAW Oficial (@cawoficial) um Coletivo de Artistas Independentes com apoio da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. Visando apresentar o documentário em outros festivais, Lucas Oliveira contou que está dando andamento no processo de transcrição de legendas de acessibilidade e registro na Ancine para que a produção possa ser inscrita em outras competições.