Cidadania Destaques

Pequenos Cantores de Passos podem receber doações na conta do Saae

Ézio Santos

5 de julho de 2022

As contribuições serão depositadas integralmente nas agências bancárias indicadas pelas entidades./ Foto: Arquivo FM.

PASSOS – A Associação Cultural e Educacional Projeto Arte & Cultura, que mantém o coral Pequenos Cantores de Passos, é a primeira entidade a assinar o Termo de Colaboração Mútua (TCM) com o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) do município para receber doações por meio da conta de água. A operação tem como base a Lei Municipal 3.754, aprovada no dia 21 de junho deste ano 2022.

Entidades filantrópicas de Passos consideradas de utilidade pública podem aderir ao TCM, desde que o presidente procure a sede do Saae, apresente os documentos exigidos por lei, e assine a autorização da cobrança na fatura. Inicialmente, o termo de colaboração é de 12 meses, prorrogável por igual período.

É de competência de cada entidade interessada em receber a colaboração indicar o nome de cada usuário ao Saae, contendo a autorização, o valor a ser cobrado, e a assinatura do contribuinte. O TCM pode ser cancelado a qualquer momento pelo usuário, que pode também optar por alterar o nome para que outra instituição passe a receber o benefício.

As contribuições, denominadas na lei de ‘receitas extraorçamentárias’ do Saae, serão depositadas integralmente nas agências bancárias indicadas pelas entidades, que devem expedir mensalmente, no ato da transferência, o recibo de quitação do valor recebido. No caso de inadimplência ou atraso do usuário no pagamento da fatura de água, não incidirão multas, juros ou correção monetária sobre o valor da doação na conta de água.

O fundador e atual coordenador da Associação Cultural e Educacional Projeto Arte & Cultura, Felipe Terra, afirma que o valor da contribuição na conta de água será a partir de R$ 1, e que vai solicitar às crianças e adolescentes, que os pais e amigos assinem o TCM em parceria com o Saae.

“Vamos correr atrás de mais gente para nos ajudar e com mais segurança, em razão do dinheiro cair direto na conta bancária da nossa associação, sem gastos, como ocorre com os mensageiros que são pagos para ir até a casa dos integrantes do grupo de colabores mensais. Estou bastante confiante em mais essa forma de arrecadação”, disse.