Agronegócio Destaques

Milho supera maior valor da história

2 de abril de 2021

Foto: Divulgação

O preço do milho no mercado interno brasileiro atingiu nessa segunda-feira (29 de março) sua maior cotação de toda a história, de acordo com o Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), do Departamento de Economia, Administração e Sociologia da ESALQ (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz) da USP (Universidade de São Paulo).

O valor bateu no fechamento os R$ R$ 94,40 pela saca de 60 quilos. Isso representou uma alta diária de 1,07 por cento, sendo que no acumulado do mês a elevação já é de 10,53 por cento.

Além da menor produção da safra verão de milho, o mercado segue incerto com a produtividade da ‘safrinha’, que teve grande parte plantada fora da janela ideal. A demanda pelo grão também segue maior, com granjeiros realizando compras diante deste cenário incerto de oferta do grão mais para frente”, de acordo com a Consultoria AgResource Brasil.

Os analistas destacam ainda que a previsão do tempo indica clima mais seco para o desenvolvimento do milho segunda safra e as atualizações deverão ser acompanhadas de perto:

A última atualização do modelo norte-americano indica chuvas para a região central do Brasil de 7 a 8 de abril. Além disso, o modelo revela um padrão um pouco mais seco, com limitadas chances de chuvas para Argentina e Sul do Brasil”.

Enquanto isso, as temperaturas devem se comportar acima do normal no Brasil, atingindo a faixa de 26°C a 32°C, sendo mais leves na Argentina, atingindo a faixa de 21°C a 26 °C. O milho safrinha brasileiro precisa garantir umidade durante o mês de abril, porém as previsões estão longe de atingir tais expectativas, acrescentando assim a preocupação sobre o desempenho da safra que está começando”, conclui a AgResource Brasil.

Fonte: Agrolink