Agronegócio Destaques

Exportações aumentam 68,7% na região em agosto e Passos tem queda

Por Nathália Araújo / Redação

6 de setembro de 2021

Em todo o Brasil as negociações alcançaram o recorde de US$27,2 bilhões, aumento de 49,2%./ Foto: Reprodução.

PASSOS – Municípios da região exportaram US$23 milhões em agosto deste ano, o que representa um aumento de 68,79% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. Em agosto de 2020, as vendas ao exterior foram de R$12,6 milhões, US$10,4 milhões a menos.

Paraíso, com US$15,9 milhões, liderou na região no mês passado, seguido por Piumhi, que registrou US$6,7 milhões e crescimento acima de 250% nas exportações. No país, o saldo da balança comercial alcançou recorde de US$27,2 bilhões, o que representa alta de 49,2% em relação a agosto de 2020.

Dos 25 municípios da região, seis aparecem no banco de registros do Comex Stat, sendo que o maior crescimento foi registrado em Piumhi (258,57%). No município, os principais itens da pauta de exportações em agosto foram o café e derivados, como o produto torrado ou descafeinado, cascas e películas.

Em seguida no ranking dos maiores aumentos em vendas ao exterior na região, aparece Guapé, com crescimento de 78,59%, e São Sebastião do Paraíso, com 68,49%. Guapé exportou quartzo (exceto areias naturais), quartzites, granito, pórfiro, basalto, arenito e outras pedras de cantaria ou de construção.

Em Paraíso, as vendas para o mercado externo em agosto deste ano compreendem café e derivados (US$13,9 milhões), preparações e artigos farmacêuticos (US$1,16 milhão), produtos de origem animal (US$374,5 mil), calçados (US$256,8 mil), móveis e partes (US$192,4 mil), couros e peles (US$6,4 mil), artigos de transporte ou de embalagem (US$5,2 mil) e outros.

Em Passos, as exportações de carnes e miudezas comestíveis caíram de US$425,9, em agosto de 2020, para US$121,2 mil no mês passado. As vendas de pedras para calcetar, meios-fios e placas (lajes) para pavimentação, de pedra natural (exceto a ardósia) diminuíram de US$42,1 mil para US$29,1 mil no mesmo período. Em Claraval, a queda no comércio exterior em agosto foi de 91% e, em Ibiraci, de 75,5%.

País

A soja lidera as exportações brasileiras em agosto deste ano, com participação de 15% no total das vendas, seguida por óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos. Em terceiro lugar aparece o minério de ferro, seguido por celulose, milho, carne bovina e de frango, farelo de soja, produtos manufaturados e o café.

No mês passado, as exportações de minério de ferro cresceram 18,50% em relação a agosto de 2020. O café, produto que tem tido destaque no comércio exterior desde o início da pandemia do novo coronavírus, teve crescimento de 18,18%. A China continua sendo o maior comprador de produtos brasileiros, com mais de 50% de participação nas negociações, seguida pelos Estados Unidos, Países Baixos, Argentina, Japão, Chile, México, Alemanha, Espanha e Coréia do Sul.